Claudinei Oliveira define escalação;

ADAURY VELOSO ;

SPORT

Espera por Gabriel, orientações e treino puxado: Claudinei Oliveira define escalação

Meia será titular no domingo caso se recupere de cansaço muscular ;

Sem tempo para conversa, o técnico Claudinei Oliveira comandou um trabalho tático, na tarde desta quinta-feira, no CT do Sport. No seu primeiro dia de trabalho no clube, foi a campo, mostrou-se participativo e ajustou detalhes do time que enfrenta o Paraná, às 16h do próximo domingo, no estádio Durival de Britto. Logo após a movimentação, na sua apresentação oficial, Claudinei definiu que irá repetir a mesma equipe do empate em 1 a 1 contra o Botafogo, na última rodada ;

O treinador só espera a liberação de Gabriel, que foi poupado do trabalho por causa de um cansaço muscular. Mas, o próprio departamento médico revelou que o jogador não é problema para a próxima rodada. O mesmo caso é o de Everton Felipe, que irá para o banco de reservas.
“A gente tem que aguardar. Temos o Everton Felipe e o Gabriel estão com cansaço muscular. Mas, se tiver como contar com todos, inicia o mesmo time que jogou contra o Botafogo. A equipe foi bem em campo, principalmente no primeiro tempo. No segundo, acredito que houve uma queda desempenho principalmente pela questão física e o estado do campo. Mas o time foi bem. Não tem para que mudar. Só para dizer que mudei?”, disse o treinador do Sport.
Com isso, o Rubro-negro deve jogar com: Mailson; Raul Prata, Ronaldo Alves, Ernando e Sander; Anselmo, Neto Moura e Gabriel; Andrigo, Rogério e Marlone.
Como foi o treino
No treinamento, Claudinei não pôde contar com os meias Gabriel e Everton Felipe. A dupla sentiu cansaço muscular, mas não preocupa. Sem eles, o técnico do Sport elegeu Fellipe Bastos para ocupar o time titular na vaga de Gabriel. A equipe teve a seguinte escalação: Mailson; Raul Prata, Ronaldo Alves, Ernando e Sander; Fellipe Bastos, Anselmo e Neto Moura; Andrigo, Rogério e Marlone.
Durante a primeira parte do trabalho, Claudinei Oliveira se mostrou participativo ajustando detalhes e chamando atenção de jogadores individualmente. Em seguida, o treinador do Sport ficou observando a movimentação na lateral do campo enquanto o auxiliar Luciano Gusso foi ao centro do gramado e passou a dar instruções. Por fim, ele voltou ao gramado para fazer ajustes.
No sistema montado, houve uma preocupação em especial com as jogadas ofensivas pelas laterais. Na primeira parte da movimentação, inclusive, Carlos Henrique e Cláudio Winck chegaram a completar o time principal. Sempre, no entanto, dois atletas ficavam de fora. Só entravam em ação para auxiliar no momento ofensivo pelas laterais.
Mudanças no time
Na última parte do treino, Claudinei Oliveira promoveu mudanças. Cláudio Winck passou a fazer a ponta direita entrando na vaga de Fellipe Bastos. Já Carlos Henrique entrou no posto de Rogério, que disputou uma bola de cabeça e saiu da movimentação sentindo dores. Em seguida, Fellipe Bastos voltou à equipe na vaga de Neto Moura.
Durante o trabalho o time reserva foi formado por: Felipe Rodrigues, Léo Ortiz, Adryelson e Max; Ferreira, Nonoca e Fabrício; Pablo Pardal, Hygor e Índio. Os zagueiros Durval, Henríquez e o goleiro Magrão trabalharam à parte se recuperando de lesões.
Disputa tensa
Já no fim do trabalho, um lance duro entre Cláudio Winck e Índio chamou atenção. Após a disputa de bola, o colete de Índio foi puxado e rasgado. Já Winck saiu da jogada levando a mão à boca. Após o lance, no entanto, o treino seguiu normalmente sem qualquer bate-boca entre os jogadores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *