Após vitória, Itamar elogia atuação dos garotos;

ADAURY VELOSO = A vitória sobre o ABC por 1 a 0 pela Copa do Nordeste, além de manter o Santa Cruz vivo na competição, também serviu para que o técnico Itamar Schülle lançasse alguns garotos da base no profissional. Seja como titulares ou entrando no decorrer da partida. Mais especialmente o meia João Cardoso, o volante André e meia Filipe Cabeleira. Todos devidamente elogiados pelo treinador após a partida.

Ressaltando que é preciso ter paciência com os pratas da casa, o treinador destacou que cada um, dentro da sua função, ajudou para o triunfo coral, que levou o Santa para a sexta colocação do Grupo B, com quatro pontos.
“O João Cardoso vinha de lesão e coloquei ele para ser o nosso meia de ligação. Ora funcionou, ora não. Mas é normal para um menino que jogou de titular pela primeira vez no profissional. Ele, aos poucos, vai se adaptando e pegando experiência, maturidade e confiança. Temos que passar isso para ele. É uma construção no dia a dia. Sabia que ele não iria aguentar o jogo todo e no seu melhor momento na partida ele cansou e foi substituído”, destacou Itamar, que seguiu nos elogios a André e Cabeleira.
“O André é um jogador de imposição, que dá o passe para frente. Que sabe marcar e sair jogando. Mas que também vai maturar. E essa evolução é importante. Ele estreou em um jogo dificílimo de Copa do Nordeste. Entrou no segundo tempo e a equipe cresceu com a entrada dele”, analisou.
“Já o Cabeleira é um menino ainda, que era opção na Copinha (Copa São Paulo de Juniores). Ele está ainda aquém na parte física e está trabalhando isso conosco. Ele teve a oportunidade de entrar na partida e entrou bem, segurando a bola, com boa presença de área, teve uma boa finalização e se mostrou um menino de personalidade. Estou feliz que os três deram uma resposta muito positiva para a gente e no decorrer dos jogos eles irão evoluir muito”, concluiu Schülle.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *