ataque do #Náutico é mais eficiente no segundo tempo;

ADAURY VELOSO ;

Últimos seis gols da equipe foram anotados na etapa final. Ao todo, Timbu balançou as redes 14 vezes no segundo tempo, contra nove no primeiro ;

A vitória por 2 a 1 sobre o Cuiabá na última quarta-feira pela Copa do Brasil reforçou uma tendência do Náutico nas últimas partidas: a melhora de desempenho do time no segundo tempo. Isso porque os últimos seis gols marcados pela equipe foram feitos na etapa final, o que garantiu também os triunfos sobre Flamengo de Arcoverde (1 a 0) e Afogados (2 a 1). Até mesmo na derrota por 2 a 1 para o Bahia pela Copa do Nordeste, os alvirrubros só balançaram as redes no segundo tempo.

Os números gerais da temporada reforçam esse crescimento da equipe nos últimos 45 minutos. Catorze dos 23 gols marcados até agora pelo Náutico no ano foram registrados na segunda metade das partidas (60,8% do total), contra apenas nove anotados no primeiro tempo. Em relação aos tentos sofridos, há um equiíbrio, com a meta do time sendo vazada nove vezes no primeiro tempo e oito no segundo.
Perguntado sobre o assunto, o técnico Roberto Fernandes não atribuiu nenhum fator específico para o crescimento de rendimento da equipe na fase final das partidas. Destacou, porém, que o ideal é que time consiga construir as suas vitórias ainda na primeira etapa.
“Talvez falte um pouco mais de concetração no início dos jogos, talvez nos nossos jogos como mandante o adversário venha para segurar aquela pressão inicial, mas isso é uma coisa que não está dentro do nosso script. Não é isso que a gente gostaria. Até porque os nossos melhores jogos são aqueles que a gente abre o placar no início do jogo. Quando isso acontece, o jogo cai na característica dessa equipe, que tem uma marcação forte e um contra-ataque em velocidade”, analisou Fernandes.
O treinador aproveitou ainda para exaltar o trabalho realizado pelos analistas de desempenho do clube, que está ajudando nas decisões tomadas pelo treinador. “No intervalo a gente tem corrigido alguns pontos. A gente passa para eles (jogadores) o trabalho dos nossos analistas de desempenho, que é muito bom. Todo jogo nosso é filmado. As correções que precisam ser feitas não são apenas baseadas nas palavras, mas no próprio vídeo. Aqueles erros pontuais, as falhas a serem exploradas dos adversários, os atletas têm a oportunidade de ver”, destacou.
“Mas eu preferencialmente gostaria que a gente administrasse mais o segundo tempo e construísse mais a vitória no primeiro”, reforçou o comandante timbu.

O desempenho do Náutico em 2018

9
Gols marcados no primeiro tempo
14
Gols marcados no segundo tempo
9
Gols sofridos no primeiro tempo
8
Gols sofridos no segundo tempo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *