ataque é o problema da vez no Santa Cruz:

ADAURY VELOSO =

Guilherme Queiroz se recupera de cansaço muscular;

O Santa Cruz se encontra numa sinuca de bico na Série C. Embora esteja há três jogos sem perder, o Tricolor está longe de ser colocado numa situação confortável. Na sétima posição do Grupo A, com 22 pontos, a Cobra Coral precisa vencer os dois jogos que restam – contra Globo/RN e Náutico -, para continuar sonhando com o acesso. No próximo domingo (18), na Arena de Pernambuco, a equipe encara a primeira de duas decisões, onde enfrentará o time potiguar. Para o confronto, o técnico Milton Mendes terá que quebrar a cabeça para montar o sistema ofensivo.

O comandante coral já tem, ao menos, dois desfalques certos. Um deles é o meia-atacante Dudu. Titular absoluto com o treinador – esteve em campo nos últimos 11 jogos da equipe – o meia-atacante tomou o terceiro cartão amarelo e cumprirá suspensão. Já Pipico, artilheiro do time, segue em recuperação de lesão na panturrilha esquerda. Dessa forma, surgem algumas opções. Uma delas é esperar pelo retorno de Guilherme Queiroz, que foi vetado do último jogo devido a um cansaço muscular. A outra é continuar com Augusto, que não é centroavante, como último homem de frente. Na última partida, no empate por 1×1 contra o Confiança/SE, em Aracaju, Milton Mendes escalou um time sem centroavantes. O trio de frente foi formado pelos meias-atacantes Jaílson e Dudu ao lado de Augusto. Elias foi acionado no jogo no vaga de Dudu, que já tinha levado cartão amarelo, mas, a princípio, não é cotado para atuar como titular no confronto do próximo domingo. Caso Guilherme Queiroz se recupere e esteja em condições de iniciar a partida, o centroavante deve atuar na linha de frente acompanhado de Misael e Augusto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *