Atuações: em tarde apagada do Sport;

ADAURY VELOSO =

Faltou inspiração individual para o Leão superar a marcação catarinense; Foi uma tarde apagada do Sport. Tanto é que pela primeira vez sob o comando de Guto Ferreira (10 partidas) o Leão não conseguiu fazer gol. Na tarde deste sábado, contra o Figueirense, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro da Série B, o Leão esbarrou na boa marcação dos catarinenses que, também, pouco se preocuparam em incomodar o Rubro-negro. Na avaliação do Superesportes, Guilherme e Ezequiel tiveram uma atuação abaixo da média. Sammir, por sua vez, destoou positivamente em uma atuação apática da equipe.

Por serem jogadores rápidos e de bom drible, os atacantes poderiam ser uma alternativa para o Sport furar o bloqueio do Alvinegro. Contudo, foram pouco efetivos, sem conseguir criar jogadas para acionar o centroavante Hernane e tiveram exibições discretas em um jogo que o Leão forçou as jogadas pelos lados do campo. O camisa 10, entretanto, demonstrou lucidez, com boa visão de jogo para tentar quebrar as linhas do Figueirense e precisão nos passes. Enquanto teve fôlego – foi substituído aos 30 do segundo tempo – foi o melhor jogador do time.
A defesa só foi exigida em bolas aéreas, onde Thyere e Adryelson seguiram mostrando segurança – Mailson foi praticamente um telespectador. Nas laterais, Norberto se apresentou bem, com tabelas pelo setor. Já Raúl Prata – improvisado -, deixou a desejar.
Artilheiro, Hernane não recebeu nenhuma bola em condição de finalizar e demonstrou a costumeira entrega na tentativa de ajudar o Sport na criação de jogadas. João Igor e Charles foram discretos, sem comprometer defensivamente ou se apresentar para o jogo.
ATUAÇÕES
Mailson – 5
Norberto – 6
Rafael Thyere – 5,5
Adryelson – 5,5
Raúl Prata – 4
João Igor – 5
(Yago) – 5
Charles – 5
Sammir – 6,5
(Pedro Carmona) – S/N
Ezequiel – 3,5
Guilherme – 3,5
(Juninho) – 5,5
Hernane – 5

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *