Ávila vê Náutico à frente do Santa Cruz para a Série C ;

ADAURY VELOSO ;

SANTA CRUZ

Ávila vê Náutico à frente do Santa Cruz para a Série C e admite necessidade de reforços

Lateral-esquerdo esteve no Timbu em 2017 e vê time alvirrubro em alta nesta temporada; no Arruda, ele pontuou a carência do time no setor ofensivo ;

Presente na campanha do rebaixamento à Série C pelo Náutico em 2017, hoje o lateral-esquerdo Henrique Ávila defende as cores do Santa Cruz. Do Arruda, ele observa de longe um Timbu bastante diferente do que deixou ao fim do ano. Acompanhando o bom desempenho alvirrubro na temporada, Ávila afirmou que atualmente o ex-clube está à frente do Tricolor visando a disputa do Campeonato Brasileiro da Série C. As duas equipes, inclusive, enfrentam-se justamente na estreia do nacional, no dia 15 de abril, na Arena de Pernambuco.

Na visão de Ávila, o Santa Cruz é uma das equipes fortes para buscar o acesso à Série B. Porém, para igualar a força dos principais rivais terá que recorrer ao mercado e contratar. “Entre três, quatro reforços”, afirma. Até ela, ele aponta o rival por ora mais forte. “Se eu falar que não tem um time que não esteja à frente vou estar mentindo. A gente sabe como vem o Náutico em uma crescente muito grande. A gente acompanha os jogos deles. Um time que vem em um equilíbrio ofensivo e defensivo muito bom”, ressaltou.
Atualmente, o Timbu está na final do Campeonato Pernambuco, vivo na Copa do Nordeste e também continua firme na quarta fase da Copa do Brasil. Dessas competições, o Tricolor segue firme apenas no torneio regional. Nem por isso, Ávila deixa de destacar que o Santa Cruz também tem suas qualidades. “A gente vem numa crescente, tivemos uma sequência de dez jogos de invencibilidade recentemente”, disse. “Outro time que destaco é o Ypiranga, lá do Rio Grande do Sul, que é pouco falado, mas é outro que vem forte”, acrescentou.
Em 2016, Ávila disputou a Terceira Divisão justamente pelo Ypiranga. Até fez uma campanha razoável, com o time chegando à última rodada da primeira fase com chances de classificação. Acabou eliminado, entretanto. Com a experiência, o atleta de 26 anos admite que o Santa Cruz precisa evoluir mais para ter sorte melhor. “Sabemos que precisamos melhorar muito e acredito que na Série C vamos chegar muito fortes. É nosso objetivo principal que foi traçado desde quando chegamos: é o acesso”, lembrou.
 
Reforços
Questionado se o elenco atual do Santa Cruz era forte o bastante para brigar pelo acesso à Série B, Ávila foi realista. “Nosso grupo é bom, temos um grupo forte, peças para reposição… Mas sem dúvida nenhuma a Série C é uma competição muito forte e com certeza a gente precisa de reforços. Precisamos sem dúvida nenhuma de um nove de ofício, onde o Héricles é nosso centroavante e tem ajudado bastante (improvisado). Mas tenho certeza que vão vir jogadores para ajudar. Acho que três, quatro para continuação do campeonato que é longo”, pontuou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *