Cal Rodrigues projeta retorno ao elenco principal: ;

ADAURY VELOSO ;

NÁUTICO

Cal Rodrigues projeta retorno ao elenco principal: ‘Me sinto mais maduro para jogar’

Volante tem contrato com Náutico até fim do ano, mas renovação está próxima;

Apesar de balanço negativo deste ano, volante deseja temporada 2019 melhor aproveitada

Um dos pontos de destaque no Náutico nesta temporada, apesar da eliminação precoce nas quartas de finais da Série C, foi projetar os atletas das categorias de base do Timbu para o mercado do futebol. O atacante Robinho, que atualmente defende o Goiás e o volante Luiz Henrique, no Bahia, são provas vivas desse fato. Nutrindo o desejo em ser alçado- mais uma vez-, ao elenco profissional, o volante Cal Rodrigues, também formado nas divisões de base do Timbu, revelou estar “mais maduro hoje” e ser uma opção para a temporada de 2019, com o time do técnico Márcio Goiano. 

Em entrevista ao Superesportes, o meio campista alvirrubro destacou desejo em dar continuidade ao seu trabalho, com a participação em mais competições pelo Náutico e enxerga futuro na carreira aberto às possibilidades.

Balanço do ano

“No momento, eu acho que fiz um ano negativo, não joguei tanto, não tive muitas oportunidades, fui atrapalhado por lesões sérias, ficando quase três meses e meio parado. Não adquiri ritmo de jogo. Nesse aspecto, foi um ano negativo. O que eu enxergo para o ano que vem com o Márcio, que já foi comentado que meu estilo de jogo se encaixa no estilo dele, por ser mais técnico, que eu participe de mais jogos, tenha mais minutos em campo e esteja disputando mais campeonatos.”

Maturidade

“Com certeza, quando mais você passa a idade, você vai ficando mais maduro, sabendo aguentar pressão. Quando você é novo, às vezes a bola fica quicando muito no teu pé. Mas, você vai amadurecendo, vai vendo que não precisa disso, que não precisa ter pressa, você vai amadurecendo em vários aspectos e esse é meu principal.”

Desejo de integrar o profissional

“Não pretendo ficar no sub-23, embora tenha sido uma escolha que fiz nesse final de temporada. Pelo ano que eu tive, pela baixa quantidade de jogos que eu fiz. Queria jogar, queria aparecer pro clube, porque meu contrato acaba no final desse ano. Pra provar pra mim mesmo que eu tenho condições,  que eu tenho que adquirir ritmo. Meu contrato acaba no final do ano, mas já tem umas conversas adiantadas para renovação.”

Márcio Goiano e relação com a torcida

“Eu acho que se você jogar bem, resolver dentro de campo, você vai ser colocado para jogar. Não acredito que ele coloque jogador da base só por ser da base, mas porque ele coloca sabendo da qualidade do jogador, do estilo de jogo que ele faz dentro de campo. E, no mundo do futebol, sempre vai ter cobrança e você não vai agradar 100%. Coloquei na minha cabeça de que não precisa dessa agonia. Me sinto mais maduro pra jogar hoje.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *