Claudinei acredita em bom resultado contra o Palmeiras;

ADAURY VELOSO ;

PORT

Claudinei acredita em bom resultado contra o Palmeiras, apesar do favoritismo do rival

Em busca de mais uma vitória fora de casa, o Sport vai até São Paulo;

Para o jogo contra o Palmeiras, neste sábado, o Sport conta com o bom retrospecto do na Allianz Arena (uma vitória e uma derrota) e com a estratégia de jogo que tem trazido pontos preciosos para a Ilha do Retiro, o técnico Claudinei Oliveira acredita que o Leão tem condições de sair com um bom resultado, apesar do amplo favoritismo do rival.

“Se a gente tiver organizado, compacto, as chances vão aparecer, não tem jeito. O time mandante começa a se expor mais, começa a se desorganizar para tentar quebrar as tuas linhas. Quando você rouba a bola, você tem a chance, você visualiza a chance de fazer o gol. Por isso que eu quero que quando a gente roubar a bola, seja vertical. Se você roubar a bola e ficar só com a manutenção da posse, o adversário volta e se organiza. Então a gente tá cobrando isso da nossa equipe”, analisa.
Com média de 1,53 gol sofrido por partida e 12 derrotas fora de casa no Campeonato Brasileiro de 2017, Claudinei está ciente que é fundamental melhorar esses números para alcançar os objetivos do Sport dentro do campeonato neste ano.
“É um problema que a gente identificou antes de vir pra cá, costumamos dar uma analisada no que vem acontecendo. Um dos problemas do Sport é que sofria muitos gols e a gente tá trabalhando pra sofrer menos gols, acho que é importante no brasileiro. E a questão de ser melhor visitante. Então a gente tem que trabalhar isso na cabeça deles e eu acho que tão entendendo, pelo que  fizeram contra o Paraná”
Com duas derrotas e uma vitória fora de casa no Campeonato Brasileiro deste ano, o técnico defende que o time deve sempre analisar os riscos de uma partida fora de casa, mas nunca abrir mão da vitória.
“Futebol não é uma ciência exata. Se você fosse comparar o quanto o goleiro foi acionado contra o Paraná, que era o Mailson, com quantas vezes o Magrão foi acionado no jogo do Cruzeiro, teria que ter sido um empate contra o Paraná e contra o cruzeiro teríamos mais chance de ganhar e foi ao contrário. Então a gente tem que saber que todo jogo a gente vai ter a chance de ganhar e ter o risco de perder no brasileiro. Nem por isso a gente tem que ter medo de perder. A gente tem que tá ali e, lógico, valorizar o empate que tem, mas buscar o três pontos sem se desorganizar”, explicou Claudinei.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *