Claudinei Oliveira elogia primeiro tempo do Sport;

ADAURY VELOSO ;

SPORT

Claudinei Oliveira elogia 1º tempo do Sport e vê gol de Dedé como decisivo para derrota

Técnico lamentou gol sofrido no último minuto da etapa inicial no Mineirão;

Nem tudo certo porque vinha de duas vitórias, nem tudo errado porque perdeu na manhã deste domingo para o Cruzeiro. Fazendo uma análise equilibrada do momento à frente do Sport e apontando o gol do zagueiro Dedé no último minuto do elogiado primeiro tempo no Mineirão como decisivo para a derrota para o Cruzeiro, o técnico Claudinei Oliveira analisou com boa perspectiva futura a partida que o Leão fez neste domingo. O treinador ainda reforçou que pelo que o time criou “esperava melhor sorte” na etapa inicial.

“A gente fez um primeiro tempo muito bom, onde trocamos oportunidades de gols com o Cruzeiro, tendo talvez até ocasiões mais claras de gols. Fizemos um jogo de igual para igual, mesmo sabendo como é difícil jogar aqui (em Belo Horizonte) e, infelizmente, dentro disso, fomos punidos com o gol no último lance do primeiro tempo. Em uma falta que rebatemos e, quando a bola é rebatida, ela veio para um novo cruzamento de fora. A gente tentou orientar, gritar, mas para apontar para segundo pau, mas com o barulho da torcida não deu para ouvir”, disse Claudinei Oliveira.
O treinador rubro-negro ainda tentou justificar que, da forma que saiu o gol do Cruzeiro, caso o lance fosse de bola parada, a jogada certamente não teria tido o mesmo desfecho. “Dedé veio por trás surpreendendo e disputando a bola com Gabriel e Sander. Em uma bola parada, isso não aconteceria. Como ela veio rebatida, o jogador para de ter o adversário como referência e passa a ter a bola. Tomamos o gol nesse momento”, explicou.
“No intervalo, conversamos, mostramos que tínhamos feito um bom primeiro e que não poderíamos carregar o peso de ter tomado aquele gol no final. Voltemos para a segunda etapa no intuito de empatar o jogo e com dez minutos chamamos o Everton (Felipe) para entrar. Ele estava à beira do gramado e, antes dele entrar, tomamos o segundo gol. Acabou comprometendo a estratégia de deixar o time mais ofensivo. Com a qualidade deles, com 2 a 0, criaram confiança. Lutamos, criamos algumas situações não tao claras como no primeiro tempo, mas o gol deles antes do intervalo acabou sendo preponderante. Eles voltariam pressionados para o segundo tempo, mas o gol deu a tranquilidade que eles precisavam para jogar”, detalhou o treinador rubro-negro.
O Sport volta a campo agora no próximo domingo, quando irá receber a equipe do Corinthians, na Arena de Pernambuco. Até lá, o treinador terá tempo para preparar mudanças na equipe e remoer um pouco os detalhes que não levaram o Leão ao sucesso no Mineirão. “Infelizmente, não tivemos a competência de abrir o marcador. Se tivéssemos feito 1 a 0 ou não tomado o gol no final da etapa, o segundo tempo se apresentaria até melhor para a gente pela necessidade do Cruzeiro se expor um pouco mais”, lamentou. Claudinei Oliveira. “A gente sabe do nível e da qualidade do adversário. Temos que valorizar as coisas boas, cobrar as ruins, mas sobretudo não podemos achar que está tudo errado porque perdemos, bem como não estava tudo certo porque a gente vinha de duas vitórias”, pontuou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *