Com três gols de Pitbull, SantaCruz goleia Uniclinic

Adaury veloso;

Ainda sem pontuar na Copa do Nordeste, o Uniclinic veio ao Arruda, neste domingo, com um técnico estreante e uma equipe cheia de reservas. O jogo tinha que ser do Santa Cruz. E assim foi. Após um primeiro tempo ruim, a equipe coral conseguiu se aproveitar da fragilidade do rival e aplicou uma vitória de 4 a 0, com três gols de Halef Pitbull em sua estreia como titular. O novo xodó da torcida coral deu a assinatura do triunfo que garantiu a liderança do grupo A aos tricolores, que agora soma sete pontos, e leva vantagem sobre o Campinense no saldo de gols. A torcida coral, novamente, voltou a fazer o som dos latidos para comemora.

Apesar de o jogo parecer fácil antes de começar, o time de Vinícius Eutrópio criou pouco ofensivamente e comprovou que ainda precisa ajustar vários aspectos para evoluir. Um deles foi o ataque. A equipe coral apresentou dificuldade para trocar passes e ainda se movimentou pouco na linha de frente no primeiro tempo. Mesmo assim, a fragilidade do rival permitiu à equipe criar chances de gol. Duas delas, foram perdidas por Everton Santos. Já aos 34 minutos do primeiro  tempo, o Tricolor conseguiu marcar. Léo Costa, até então apagado, cobrou o escanteio na cabeça de Halef Pitbull, que subiu e mandou sem chances para as redes.

O gol foi  um alento para a torcida, que, mais uma vez, latiu na comemoração para celebrar o acerto do camisa 9, novidade do time sendo titular pela primeira vez. Porém, depois de abrir o marcador, o Santa Cruz voltou a mostrar dificuldades em propor o jogo. O cenário pareceu ser ainda pior quando Léo Costa, o principal armador, pediu para sair após sentir uma lesão muscular aos 45 minutos. O substituto foi Thiago Primão, que passou a ocupar a faixa esquerda do campo deslocando Thomás para o centro.

Segundo tempo tem Santa Cruz preciso

O temor de uma queda de rendimento ainda maior com a saída de Léo Costa não se concretizou. Com Thomás em nova função, o Santa Cruz passou a ter o controle com mais mobilidade ofensiva. Foi o oposto da primeira etapa. Atrás do placar, o Uniclinic também partiu para o ataque de maneira desordenada deixando brechas para o contra-ataque coral. Com isso, as chances do Santa Cruz se multiplicaram. A partida ficou mais fácil.

Aos 2 minutos, Thiago Primão acertou o travessão. Aos 10, o zagueiro Domingos foi expulso. Aos 15, o Santa ampliou a vantagem. Após lindo lançamento de David, Halef Pitbull driblou o goleiro, mas acabou derrubado na área. Na cobrança, Thomás bateu forte no centro. A vantagem tornou o Tricolor mais leve em campo e pronto para aproveitar a fragilidade do Uniclinic. E foi assim novamente aos 28 minutos. Após boa jogada de Willian Barbio, Thiago Primão cruzou e Halef Pitbull, bem posicionado, apenas escorou para fazer o segundo na partida. Aos 39, ele ainda fez o terceiro após cruzamento de Vitor.

Ficha do jogo

 

Santa Cruz 4

Júlio César; Vitor, Bruno Silva, Jaime e Roberto; Elicarlos, David, Thomás (André Luis), Léo Costa (Thiago Primão) e Everton Santos  (Willian Barbio); Halef Pitbull. Técnico: Vinícius Eutrópio.

Uniclinic-CE 0

Theo; Wesclei (Lima), Domingos, Anderson Sobral e Ronaldo; Guidio, João Neto, Leylon (Luiz Henriqu) e Vaninho; Netinho e Preto. Técnico: Roberto Carlos.

Local: Arruda (Recife-PE). Árbitro: José Ricardo Vasconcellos Laranjeira (AL). Assistentes: Rondinelle dos Santos Tavares (AL) e Lennon McCartney Farias (AL). Gols: Halef Pitbull (34min do 1T, 28min do 2T e 39min do  2T), Thomás (aos 15min do 2T). Cartões amarelos: Domingos, Theo (U); Elicarlos (S). Cartão vermelho: Domingos (U). Público: 5.212 pessoas. Renda: R$ 26.650,00.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *