como um camisa 9, Pipico comenta bom início no Santa Cruz;

ADAURY VELOSO ;

Um dos últimos nomes anunciados para a disputa da Série C, o atacante Pipico vem agradando com seu início vestindo a camisa coral. Titular há dois jogos, o atleta atuou 90 minutos diante do Atlético/AC e, apesar da derrota, permaneceu entre os titulares para o compromisso seguinte, contra o ABC/RN também fora de casa.

Os dois gols no último domingo(1) credenciam o jogador a permanecer no time, mesmo com a concorrência do também recém-chegado Lima. Nesta terça-feira(3), Pipico falou das suas impressões com o rendimento pessoal neste princípio de caminhada.

 Estou feliz por fazer meus gols. Tenho que agradecer aos meus companheiros, à comissão técnica, que se empenharam para conseguir uma importante vitória no último domingo. Quando cheguei, falei que me sinto à vontade para atuar como um camisa 9. Tenho características de lado de campo, mas vinha atuando mais centralizado e me coloquei à disposição “, lembrou Pipico.

Pela frente, dois jogos seguidos no Estádio do Arruda. Contra o Náutico, no Clássico das Emoções, o atacante esteve no banco de reservas, mas não chegou a ser acionado pelo técnico Roberto Fernandes. Perguntado sobre a expectativa de fazer seu primeiro jogo diante da massa coral, Pipico mostrou empolgação.

” Temos que manter a postura que tivemos diante do ABC. São dois jogos importantíssimos, onde não podemos perder pontos. O grupo está preparado, estamos focados para fazer nosso dever de casa. A torcida é fundamental, é o nosso 12º jogador. Se chegarmos aqui e a torcida estiver em peso, vai nos motivar ainda mais. Contamos com o apoio deles “, disse.

MISSÃO 
” Com todo respeito ao Remo, mas temos que jogar para vencer. Estamos diante da nossa torcida e nosso pensamento é sair com os três pontos. Caso tivermos um tropeço, pode nos prejudicar lá na frente. Sabemos da nossa responsabilidade em corresponder à altura da camisa “.

CLASSIFICAÇÃO 
” Temos seis finais pela frente. São quatro jogos em casa e dois fora. Nossa intenção é trabalhar forte, pois queremos atingir o maior número de pontos possíveis e garantir a classificação para o mata-mata, sem sustos. Se fizemos nossa parte principalmente no Arruda, temos grandes chances de ganhar até mais lugares no G4 “. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *