Contra Botafogo-PB, Náutico joga por vitória;

ADAURY VELOSO ;

NÁUTICO

Contra Botafogo-PB, Náutico joga por vitória para entrar pela primeira vez no G4 do Grupo A

Alvirrubro, que figurou na zona de rebaixamento em sete rodadas, sendo lanterna em quatro delas, vem embalado por três vitórias em quatro jogos;

Foram sete rodadas na zona de rebaixamento, sendo quatro delas amargando a lanterna do Grupo A. Porém, nesta segunda-feira, finalmente o Náutico pode entrar na zona de classificação às quartas de final da Série C. Para isso, o alvirrubro precisa vencer o Botafogo-PB, às 19h15, na Arena de Pernambuco, pela 11ª rodada da competição. Resultado que confirmaria a reação da equipe sob o comando do técnico Márcio Goiano.

Em quatro partidas com o treinador, os atuais campeões pernambucanos venceram três e foram derrotados apenas uma vez. Um aproveitamento de 75%, bem superior aos 43,3% da equipe ao longo da competição. Entre esses triunfos, o primeiro como visitante, na última segunda-feira, no clássico contra o Santa Cruz, no Arruda, mesmo com a equipe atuando com um jogador a menos durante boa parte do confronto. O atacante Ortigoza foi expulso aos 23 minutos do primeiro tempo.
Além do bom momento, os alvirrubros também se apoiam no ótimo desempenho da equipe como mandante para entrar pela primeira vez no G4. Nesta Série C, em cinco jogos foram três vitórias, um empate e apenas uma derrota, um aproveitamento de 66,6% dos pontos disputados. Números positivos que são ainda turbinados quando se analisa o desempenho de toda a temporada na Arena de Pernambuco, com 15 vitórias, três empates e apenas uma derrota, com o rendimento saltando para respeitáveis 84,2%.
“Esse grupo foi campeão pernambucano e ai se iniciou a Série C onde em seis jogos a equipe venceu apenas um. Encontramos o elenco com bastante dificuldade, mas eu já conhecia vários jogadores e isso é muito importante por saber que poderíamos mudar esse cenário. Agora já vivemos outra realidade com três vitórias nos últimos quatro jogos. Lógico que o ambiente muda e hoje está mais leve. Mas temos que ser inteligentes e manter essa regularidade”, pontuou Márcio Goiano.
Sendo assim, o Náutico terá apenas uma mudança com relação ao time que iniciou o clássico ante o Santa Cruz. E esse é justamente o único mistério do treinador. Sem poder contar com Ortigoza, suspenso, além de Wallace Pernambucano, lesionado, Rafael Oliveira e Gilmar, ainda recuperando a parte física, o técnico tem como primeira opção para o comando de ataque o prata da casa Tharcysio, que ainda não foi titular nesta Série C e não entra em campo desde a derrota para a Juazeirense, no dia 19 de maio.
Outra alternativa seria mudar o esquema de jogo timbu, com a equipe passando a atuar sem um atacante de referência na área. Nesse caso, Márcio Goiano deve optar por um ataque de maior mobilidade, com Robinho e Lelê sem posição fixa na frente e a entrada do meia Júnior Lemos como armador da equipe.

Botafogo-PB

Há quatro jogos sem vencer (três empates e uma derrota), o Botafogo-PB entra em campo pressionado para encarar o Náutico, na Arena de Pernambuco. Em sua segunda partida a frente da equipe, o técnico Evaristo Piza (o terceiro do time nesta Série C), deve promover a estreia do meia Juninho (ex-Sport), que volta ao clube após nove anos. O jogador estava no Novo Hamburgo, onde foi campeão gaúcho no ano passado.

Ficha do jogo

Náutico
Bruno; Bryan, Suelinton, Rafael Ribeiro e Assis; Josa, Luiz Henrique, Dudu e Lelê; Robinho e Tharcysio (Júnior Lemos). Técnico: Márcio Goiano
Botafogo-PB
Saulo; Gedeilson, Júnior Lopes, Walber e Daniel; Hiroshi, Juninho, Clayton e Marcos Aurélio; Nando e Dico. Técnico: Evaristo Piza.
Local: Arena de Pernambuco
Horário: 19h15
Árbitro: Jefferson Ferreira de Moraes (GO)
Assistentes: Fabrício Vilarinho da Silva (Fifa-GO) e Márcio Soares Maciel (GO)
Ingressos: R$ 40 (setor oeste), R$ 20 (estudante) e R$ 15 (sócio); R$ 30 (setor sul), R$ 15 (sócio e estudante)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *