críticas, diretoria do Sport mostra confiança no setor defensiv

Adaury veloso; 

Os números defensivos do Sport, em 2016, foram alarmantes. A equipe terminou o Campeonato Brasileiro da Série A como a quarta mais vazada, com 55 gols sofridos. O desempenho, contudo, não provocou grandes mudanças no setor. Apenas o lateral direito Raul Prata foi contratado. Do resto, o time rubro-negro começa com a retaguarda composta exatamente com as mesmas peças e a confiança total dos que estão no comando do clube.

“Nós fomos primeiro atrás de atacantes porque era a nossa maior necessidade. Em relação à nossa defesa, não podemos culpar diretamente os jogadores do setor. Um time pode levar muito gols também, por exemplo, por causa do sistema de jogo. Não pode sair achando culpados individualmente. Quem vai dizer que um Durval, Ronaldo Alves ou Matheus Ferraz não são bons jogadores? Digo isso independentemente da possibilidade de se trazer outros atletas para a posição no futuro”, disse o vice-presidente de futebol Gustavo Dubeux.

Além de Raul Prata, o Leão contratou, até o momento, os atacantes Marquinhos, Leandro Pereira e Paulo Henrique. Em seguida, a diretoria se manifestou publicamente dizendo que o ritmo das contratações está estagnado para observar o desempenho do time nas primeiras competições do ano.

Dessa maneira, se for desejo do técnico Daniel Paulista, o Sport pode começar a temporada com a mesma defesa titular que encerrou: Magrão, Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Ronaldo Alves e Renê. Os zagueiros Durval e Henríquez também seguem como opções do setor.

Entre os volantes, a diretoria conseguiu manter o assediado Rithely. No entanto, não trouxe um novo parceiro para o setor – espaço que também sofreu críticas na temporada passada com Serginho e Paulo Roberto. O clube chegou a sondar o volante Arouca, do Palmeiras, para formar uma nova dupla. A negociação, contudo, não avançou. A decisão de momento é dar espaço aos pratas da casa, principalmente nos casos de Ronaldo e Neto Moura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *