CSA libera Jhonnatan alegando insegurança jurídica;

ADAURY VELOSO ;

NÁUTICO

CSA libera Jhonnatan alegando insegurança jurídica e volante está de volta ao Náutico

Jogador chegou a ser relacionado para jogo contra Figueirense, mas não atuou;

O volante Jhonnatan está, de maneira precoce, de volta ao Náutico. Isso porque o jogador, que renovou contrato com o Timbu para a temporada 2019 após a eliminação na Série C, transferiu-se ao CSA para disputar o restante da Segundona, mas sequer chegou a jogar pelo clube alagoano, que decidiu devolver o atleta por problemas jurídicos.

A decisão, acertada neste início de semana, ocorreu porque, de acordo com o regulamento da Confederação brasileira de Futebol(CBF), um jogador não pode disputar competições nacionais por mais de dois clubes diferentes. O CSA, que disputa a série B deste ano, seria o terceiro clube do volante alvirrubro, que já passou, antes de chegar ao próprio Náutico, pela Portuguesa-RJ e Santa Cruz-RN, ambos na Série D.
 Mesmo com a saída anunciada, o jogador permanecerá recebendo seu salário pelo CSA até o final do ano e, portanto, não dará custos extras para o Timbu. “Quando a gente renovou o contrato dele para 2019, fizemos um acerto para pagar um valor determinado até dezembro e começarmos a pagar integralmente o salário de Jhonnatan em janeiro”, explicou o presidente alvirrubro, Edno Melo.
O clube alagoano ainda chegou a inscrever o nome do jogador no Boletim Informativo Diário(BID), além de ter relacionado o volante para o jogo diante do Figueirense, válido pela 26ª rodada da Segundona, dois dias depois de regularizado. Mesmo com o aval da CBF para Jhonnatan ir a campo, o CSA voltou atrás, admitindo não querer perder pontos por possíveis problemas jurídicos, sobretudo, porque está na reta final do campeonato, na luta pelo acesso à Série A. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *