Dado Cavalcanti explica sua metodologia de trabalho e cita exemplo de evolução no

adaury veloso;

Dado Cavalcanti vem de uma safra de novos treinadores que sempre procura mais conhecimento. Esse é um dos motivos para que ele tenha ido até o Rio de Janeiro para participar de um curso na CBF para obter a licença A de técnico de futebol. Quando voltar, Dado poderá implantar algumas técnicas e táticas aprendidas com outros técnicos como Tite, comandante da Seleção Brasileira. Tudo para continuar evoluindo.
Desde que decidiu ser treinador, Dado sempre procurou se reciclar constantemente e em 2012 começou a adotar um método de avaliação e treinamento que liga mais os jogadores ao técnico. “Desde 2012 eu adotei uma metodologia de trabalho. É o feedback de cada jogador. É a resposta que cada jogador precisa trazer. Temos dentro da comissão técnica uma ferramenta de trabalho que estamos trazendo para o Náutico e utilizando as ferramentas que o clube tem. A evolução individual para mim é o principal. Isso reflete no coletivo”, revelou.
Foi assim, nessa troca de experiências com os atletas, que Dado conseguiu fazer o volante João Ananias, que ganhou espaço no clube sob o comando do técnico, crescer em campo. “No Náutico posso citar isso com um orgulho grande o trabalho que fizemos com o João Ananias. A cada momento foi corrigido um determinado posicionamento. Sempre foi um jogador muito voluntarioso, mas que pecava muito no posicionamento e na questão tática”.
Vídeos
Outra providência que Dado Cavalcanti irá adotar quando começarem os treinos será a de adotar os vídeos também nos treinamentos. O técnico deseja que os jogadores saibam tudo o que estão fazendo em campo e possam evoluir. “Teremos muitos vídeos. Antes de treinamentos e não apenas antes de jogos. Teremos treinamentos filmados para fazermos correções. Isso tudo faz parte do treinamento. Nosso objetivo é tentar tirar o máximo de proveito dessa pré-temporada porque não conheço tanto os jogadores assim”, explicou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *