De olho na vice-liderança, técnico escala ‘mistão’ do Santa Cruz;

ADAURY VELOSO ;

SANTA CRUZ

De olho na vice-liderança, técnico escala mistão do Santa Cruz para enfrentar o Salgueiro

Roberto Fernandes poupará menos titulares do que era inicialmente esperado para o duelo deste sábado, às 19h30, no Arruda, pela 18ª rodada da Série C;

Virtualmente classificado às quartas de final da Série C, o Santa Cruz vai entrar com um “mistão” na última rodada da primeira fase. Após encerrar a semana de treinos visando o jogo contra o já rebaixado Salgueiro, o técnico Roberto Fernandes só tem uma interrogação e praticamente confirmou a escalação coral para o jogo das 19h30 deste sábado, no Arruda. Diferentemente do que se esperava, o treinador irá poupar menos atletas do que apontavam os treinamentos da semana. Roberto reforçou, na tarde desta sexta-feira, o desejo de fechar a primeira fase na vice-liderança.

As ausências no time titular só acontecerão por obrigação. Serão os casos do zagueiro Danny Morais, do volante Willian Maranhão e do meia Arthur Rezende, suspensos com o terceiro cartão amarelo. O zagueiro Sandoval, lesão na coxa, o volante Carlinhos Paraíba, recuperando-se de um processo de cansaço muscular na coxa, e o atacante Robinho, evoluindo das dores no tornozelo, seguem vetados.
“Na grande verdade, a gente só não vai entrar com força máxima porque não é permitido”, disse Roberto Fernandes. “Se não tivesse ninguém suspenso ou lesionado pode ter certeza que amanhã (sábado) a gente iria com força máxima, pode ter certeza. Se tivesse tudo em condição normal… Reta final, quanto mais der sequência à equipe para os jogos decisivo, melhor. Mas tem isso: preciso pensar também no pós-jogo com o Salgueiro”, ressaltou.
Apesar de afirmar que pensa no futuro, o treinador coral não irá poupar nem mesmo o meia-atacante Jailson, pendurado com dois cartões amarelos. O goleiro Ricardo Ernesto, os laterais Vítor e Allan Vieira e o atacante Pipico, que cumpriu suspensão na última partida, estão confirmados também. “A equipe só não está definida porque a gente está esperando a definição de Charles, que é uma dúvida grande”, afirmou.

O volante Charles sentiu uma lesão na coxa. Caso ele não jogue, abre-se espaço para que o Tricolor atue só com um volante e o centroavante Lima entre no ataque ao lado de Pipico. A formação possível coral para o duelo é: Ricardo Ernesto; Vítor; Genílson, Augusto Silva e Allan Vieira; Eduardo, Charles (Augusto) e Geovani; Jailson, Lima (Leandro Costa) e Pipico.
Para se ratificar a classificação, o Santa Cruz precisa de apenas um empate contra o Carcará. Ainda caso seja derrotado, o Confiança, quinto colocado, precisaria tirar uma diferença de nove gols de saldo e o Botafogo-PB, quarto colocado, precisaria pelo menos de um empate em casa com a Juazeirense. Para terminar como vice-líder, o Tricolor precisa vencer e torcer por um tropeço do Atlético-AC, contra o ABC, em Natal. “Precisamos consolidar a classificação e confiamos no grupo que aqui está. Temos um grupo muito equilibrado, quem entrar vai fazer o melhor ajudar o Santa Cruz consolidar classificação e buscar a vice-liderança”, pontuou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *