Dudu Capixaba do Náutico é o técnico mais jovem ;

ADAURY VELOSO ;

NÁUTICO

Com 34 anos, Dudu Capixaba é o técnico mais jovem das três principais divisões do País

Treinador do Náutico deixou para trás Maurício Barbieri, do Flamengo, Dado Cavalcanti, do Paysandu e Daniel Paulista, do Boa, todos com 36 ;

A vitória por 3 a 0 sobre o Salgueiro no último sábado ainda não foi suficiente para tirar de Dudu Capixaba a condição de interino. Porém, com a diretoria sem demonstrar pressa para ir ao mercado, uma possível efetivação como treinador do Náutico não está totalmente descartada. O que, se acontecer, confirmará o comandante alvirrubro no técnico mais jovem entre os 60 clubes que compõem as três principais divisões do futebol brasileiro.

Aos 34 anos, Dudu Capixaba deixaria para trás outros três técnicos em termos de precocidade. Na Série A, o treinador mais jovem a frente de uma equipe é Maurício Barbieri, de 36 anos, líder da competição com o Flamengo. O curioso é que, mesmo estando a frente do time desde o final de março, pelo menos oficialmente o treinador também ainda não foi efetivado pela diretoria carioca.
Já na Série B, os mais novos são dois treinadores com passagens pelo futebol pernambucano. No caso, Dado Cavalcanti, no Paysandu, e Daniel Paulista, no Boa Esporte, ambos também com 36 anos.
Na Série C, o curioso é que Dudu Capixaba herdou o posto de técnico mais jovem. Isso porque ele pertencia a Matheus Cunha, de 31 anos, do Joinville. No entanto, o treinador foi demitido no último domingo, após a derrota do time catarinense, em casa, para o Cuiabá por 3 a 2. O JEC é o lanterna do Grupo B, com apenas três pontos.
Porém, quando o levantamento do Superesportes entrou no território da Série D, a marca de Dudu Capixaba é superada com certa facilidade. Não apenas uma, mas quatro vezes. Sendo assim, o treinador mais jovem entre os 100 clubes das quatro divisões do futebol nacional também é um interino. No caso, o auxiliar técnico William Gabriel, conhecido como Foguinho, que colocou o Sinop-MT em campo no último domingo contra a Aparecidense-GO, com apenas 24 anos. E acabou derrotado, em casa, por 2 a 0.
Considerando apenas os efetivos, os mais novos a encararem a área técnica são Jonathan Alemão, 28 anos, da Caldense; Rafael Soriano, 32, do Espírito Santo, e o chileno Javier Diaz, 33, que comanda o Flamengo de Arcoverde.
O curioso é que nem essa leva mais jovem é capaz de diminuir a média de idade dos treinadores da Série D, que com 54,2 anos é a mais alta do Brasil. Na Série C a média é de 45,4 anos e nas duas principais divisões há um empate técnico, com 47,6 na Série B e 47,3 na Série A.

Idade dos treinadores no Campeonato Brasileiro

Série A
Mais novo: Maurício Barbieri (Flamengo), 36 anos
Mais velho: Abel Braga (Fluminense), 69 anos
Média de idade: 47,3 anos
Série B
Mais novos: Dado Cavalcanti (Paysandu) e Daniel Paulista (Boa Esporte), ambos com 36 anos
Mais velho: Geninho (Avaí), 69 anos
Média de idade: 47,6 anos
Série C
Mais novo: Dudu Capixaba (Náutico), 34 anos
Mais velho: Givanildo Oliveira (Remo), 69 anos
Média de idade: 45,4 anos
Série D
Mais velho: Roberto de Oliveira (Interporto-TO) – 64 anos
Mais novo: Foguinho (Sinop-MT), 24 anos
Média de idade: 54,2 anos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *