Em noite de Grafite garçom, Santa bate o Figueira e encerra jejum na Série A

ClCI5fXWgAAJjFnClCKQqcWEAAY6SU; tacante dá assistência para Lelê fazer 1 a 0 para o time coral e voltar a vencer após quatro partidas, mas sente lesão na coxa no início do segundo tempo; Furacão segue sem triunfo fora e vê o Z-4 mais perto. O Figueirense não contou com seu artilheiro na temporada. Rafael Moura estava com dores e ficou em Florianópolis para fazer exames. Fez falta. O Furacão teve duas grandes oportunidades, uma em cada tempo, e perdeu. Em uma delas, Guilherme Queiroz, na cara do goleiro, bateu para fora. Ah, se fosse o He-Man, O JOGO
A fase estava complicada no Brasileiro, e a comissão técnica junto com os jogadores do Santa Cruz escolheram o silêncio como companheiro antes de encarar o Figueirense, nesta quarta-feira, pela oitava rodada. A estratégia, claro, não funcionou sozinha. Porém, o gol de Lelê e o 1 a 0 sobre o time catarinense, no Arruda, selaram as pazes com a vitória – eram quatro partidas de jejum. Se o Santa comemora os três pontos, o Figueirense segue sem vencer fora de casa neste Brasileirão, com três derrotas e um empate. O Alvinegro de Florianópolis foi bastante prejudicado pela expulsão do goleiro Gatito Fernández ainda na primeira etapa, por reclamação. DESTAQUE
PRIMEIRO TEMPO
A necessidade de vitória do Santa obrigou a equipe de Milton Mendes a partir para o ataque. Intenso, mas com erros, os donos da casa não tinham o controle do meio-campo. Aos poucos, o Figueirense cresceu na partida e criou três chances em sequência. Em uma delas, Neris tirou a finalização de Bady em cima da linha. Dois minutos depois, na primeira oportunidade, a equipe Coral não perdoou. Lelê recebeu de Grafite e abriu o placar. Em desvantagem, o Figueirense até tentou correr atrás do placar, mas expulsão de Gatito Fernández, aos 41 minutos, freou o ímpeto, DESTAQUE
SEGUNDO TEMPO
A etapa final não teve a mesma emoção. Com a vantagem, o Santa controlou o ritmo e criou oportunidades ainda, mas esbarrou no goleiro Thiago Rodrigues, que estreou pelo Figueirense. O time catarinense, mesmo com um a menos, também teve chances e chegou a perder um gol incrível, com Guilherme Queiroz. O placar do primeiro tempo garantiu ao time coral os três pontos. DESTAQUE
PÚBLICO E RENDA
10.019 pessoas
R$ 128.510,00
20
DESTAQUE
NOITE DE GARÇOM
Grafite retornou ao time do Santa Cruz e não foi exatamente do jeito que o torcedor esperava. O goleador passou em branco, mas foi dele o passe para o gol de Lelê, em uma bela jogada de pivô e garantiu uns pontos aos cartoleiros que o escalaram. No início do segundo tempo, sentiu dores na coxa direita e precisou ser substituído.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *