Equilíbrio marca Santa Cruz x Náutico no ano;

ADAURY VELOSO –

Clássico das Emoções será disputado pela quarta vez nesta temporada, sábado, no Arruda; em todos os outros, partida terminou empatada;

Santa Cruz e Náutico voltam a se enfrentar sábado, às 18h, no Arruda. Será o quarto jogo das equipes neste ano – o primeiro pela Série C. Brigando pelo G-4, Cobra Coral e Timbu chegam em situação de igualdade tão grande que nos três jogos que fizeram em 2019 não saíram do empate. Será que a partida servirá como tira-teima?

Desde o primeiro clássico, válido pela Copa do Nordeste, os dois times mudaram demais. A começar pelo banco de reservas: Márcio Goiano não é mais o técnico do Náutico e nem Leston Júnior é o do Santa Cruz. Pela primeira vez, Gilmar Dal Pozzo, pelo lado alvirrubro, e Milton Mendes, pelo lado tricolor, se enfrentarão em um Clássico das Emoções.

Diego Lorenzi e Odilávio disputam a bola no último clássico; nenhum dos dois vai estar em campo no sábado — Foto: Marlon Costa/ Pernambuco PressDiego Lorenzi e Odilávio disputam a bola no último clássico; nenhum dos dois vai estar em campo no sábado — Foto: Marlon Costa/ Pernambuco Press

Diego Lorenzi e Odilávio disputam a bola no último clássico; nenhum dos dois vai estar em campo no sábado —

Defesa muito modificada

O sistema defensivo das duas equipes mudou bastante. Primeiro, com o Náutico. Jefferson será o goleiro titular. Bruno, que começou jogando nos últimos três clássicos, tem lesão na panturrilha. Hereda, que só foi titular no último clássico, ganhou vaga que era de André Krobel. A dupla de zaga também será alterada. Fernando Lombardi, que chegou para a disputa da Série C, será titular. Camutanga ao lado dele. Diego Silva e Rafael Ribeiro, que já tiveram seus momentos de titularidade, perderam espaço. Na esquerda, o recém-chegado Wilian Simões será titular.

No Santa Cruz, se for observado o time que jogou o primeiro clássico, Ricardo Ernesto ainda era o titular no gol. Hoje é Anderson – que já atuou nos dois últimos contra o Náutico. O único que permanece é Marcos Martins, na lateral direita. Na zaga, a dupla que já foi Vitão e Danny Morais hoje dá espaço para João Victor e William Alves. Na esquerda, o Santa deve ir com um jogador improvisado, Cesinha, já que Bruno Ré e Carlos Renato estão machucados.

Meio de campo

No Santa Cruz, a cabeça de área hoje tem Charles – poupado no último clássico – e Allan Dias, que em quase todos os embates contra o Timbu, era o armador da equipe. Hoje é segundo volante. Dudu, que estava no Alvirrubro em 2018, será o meia.

Jimenez, que jogou todos os outros clássicos como titular do Náutico será banco dessa vez. Josa, o capitão, deve ficar na cabeça de área. Luiz Henrique tem o posto firme: sempre foi titular do time e será de novo. Quem deve completar o setor é Danilo Pires.

Ataque

Os comandantes do ataque de Santa e Náutico não mudam: Pipico e Wallace Pernambucano. Já o restante do setor do Tricolor deve ir bem modificado. Augusto de um lado e Everton, que chegou para a Série C, de outro. Essas vagas já foram de Jô, que deixou o Santa, Elias e até Luiz Felipe. Quem joga pelos lados do Náutico é Neto Pessoa, recém-contratado e o jovem Thiago.

Dos três da foto no clássico pela Copa do Nordeste, Elias (E) não deve ser titular no próximo sábado; Luiz Henrique e Allan Dias estão garantidos — Foto: Marlon Costa / Pernambuco PressDos três da foto no clássico pela Copa do Nordeste, Elias (E) não deve ser titular no próximo sábado; Luiz Henrique e Allan Dias estão garantidos — Foto: Marlon Costa / Pernambuco Press

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *