ESTADUAIS COMEÇAM ENCOMODAR FEDERAÇÕES

Estamos no final do ano.Em menos de 12 dias termina 2016 e alguns meses os principais clubes de nosso estado começam a dispensar,contratar e ao mesmo tempo, achar que o Pernambucano é um fiásco. Que não significa nada em termos nacional. Esquecem, principalmente o Sport, que com muita luta é o maior campeão de Pernambuco na conquista de 40 títulos. Isso conquistado dentro de campo com o dinheiro do torcedor que foi ao estádio prestigiar os clubes afora o que foi gasto com as contratações. Os direitos que o campeão tem em disputar uma competição  nacional e o patrocinador. Tudo isso é muito bonito, a federação é quem mais lucra e não venham dizer que não. Mas o campeonato era disputado com vários clubes. Hoje, nas competições,os três grandes da capital não podem cair.Que regulamento é esse. Como o torcedor da maioria das cidades do interior vão torcer por Sport,Náutico e Santa Cruz se não vão assistir estes clubes jogar? E vem a critica aos nordestinos que torcem pelos clubes do SUL. Claro possuem parabólicas onde as televisões só mostram jogos de Corinthíans,Flamengo, São Paulo, Grêmio, Palmeiras, Internacional, Atlético Mineiro, Cruzeiro, E para a situação ser mais difícil para nós, são estes clubes que conseguem conquistar títulos no Brasileiro. O garoto que está começando a aprender o que significa futebol, não vai deixar de torcer por um clube que ele assisti jogar para ser torcedor dos três de nossa capital. O Pernambucano serve para gosações.Nem para formar uma equipe que disputará o Brasileiro serve.Sabe porque? Os clubes não reunem condições de contratar jogadores de qualidades porque as rendas do estadual é uma vergonha.E assim mesmo, todos os anos,mesmo que seja campeão estadual, terá que fazer contratações para reforçar a equipe no Brasileiro. E como se pode vencer um Brasileiro se as cotas recebidas pelos clubes do sul são 15 vezes maiores que a nossa? Vamos continuar sempre sofrendo . Caindo e pedindo para não cair..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *