Executivo do Sport minimiza casos de André e Rithely;

ADAURY VELOSO ;

Apresentado oficialmente, Klauss Câmara adotou discurso padrão para responder sobre dupla, insatisfeita após propostas negadas ;

A coletiva de apresentação do novo executivo de futebol do Sport, Klauss Câmara, foi basicamente norteada por perguntas sobre Rithely e André – que só não deixaram ainda a Ilha do Retiro devido à postura inflexível da diretoria em negociá-los, mas que já deram sinais claros de insatisfação. Na intenção de não agravar a crise do clube com ambos os atletas, o gestor se esquivou dos questionamentos sobre a dupla e adotou um discurso padrão. Não descartou a saída dos dois atletas, no entanto.

Oficialmente, André está em recuperação física após uma lesão no joelho, que coincidentemente o afligiu quando o Grêmio deu os primeiros sinais de interesse nele. Mas o atacante chegou a recolher os seus pertences do CT leonino e passou dias sem treinar por causa da intransigência do Sport em negociá-lo. O jurídico do clube notificou o camisa 90 pelas ausências, inclusive.
Klauss colocou panos quentes no caso André. “Desde quando a nova diretoria assumiu, temos tentado desempenhar cada caso com agilidade. Desde quando assumimos, já tinha entrado em curso a negociação com o Grêmio, que finalizou devido ao prazo de inscrição (nas primeira fase da Copa Libertadores). A partir de agora, a diretoria tem condição de avaliar o que for mais importante e conduzir da melhor maneira possível, sendo bom para todo mundo”, pontuou o executivo.
O gestor revelou uma conversa particular com André. Mas também voltou a ser mecânico ao relatar o tom do bate-papo. “André sempre demonstrou profissionalismo. No futebol, quando tem propostas, mexe com a cabeça de todo ser humano. Queríamos ouvi-lo, ouvimos, entendemos o caso e nos colocamos à disposição para fazer o melhor. Se ele tiver que voltar a jogar pelo Sport, vai voltar e se dedicar ao máximo.”
Rithely vive situação parecida. Está na transição também após justificar dores no tornozelo, também coincidida com tratativas fracassadas com Internacional e Atlético-MG. De quebra, os empresários do volante movem uma ação na Justiça e na CBF contra o Sport, exigindo o pagamento de dívidas.
“Foi passado para a gente que ele está entregue ao departamento médico (na verdade, na transição física). Estamos aguardando o retorno. Se houver situações agradáveis e que atendam às necessidades, vamos fazer o melhor para todo mundo”, falou o executivo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *