‘Fomos prejudicados pela arbitragem’, diz Dal Pozzo

ADAURY VELOSO – A forma em que o Sport foi derrotado para o Bahia não foi muito bem digerida pelo técnico Gilmar Dal Pozzo. Em entrevista coletiva após a partida, o treinador rubro-negro afirmou que o placar final foi injusto diante das apresentações das duas equipes e criticou a arbitragem pela não marcação da falta no início do lance que originou o gol da vitória.

“(O placar) Não foi justo. Pelo desempenho e pelos números do jogo não foi justo. A gente controlou o jogo. Jogamos contra um adversário que tem qualidade, que está no G4 e era um confronto direto. Em momento nenhum, o jogo saiu do nosso controle. Controlamos bem o jogo desde o início da partida. O Bahia não conseguiu nenhuma infiltração, não teve nenhuma situação clara de gol ou criada, porque a gente fez bem os bloqueios, marcamos muito forte e conseguimos jogar”, disse o treinador.
“A situação mais clara de gol foi a nossa oportunidade com o Giovanni, em uma bola trabalhar, e que ele tomou uma decisão de bater forte, mas naquele momento era só tirar do goleiro. Ele tinha a intenção de fazer o gol, mas a oportunidade mais clara do jogo foi nossa. O desempenho foi bom e o resultado mais justo, pelo que apresentaram as duas equipes, seria o empate”, completou Dal Pozzo, que encerrou criticando a arbitragem.
“Se não bastasse a sequência dura de jogos, ainda temos a arbitragem, onde hoje fomos mais uma vez fomos prejudicados por eles que foram determinantes no resultado”, finalizou.
Além do técnico do Sport, o vice-presidente de futebol Augusto Carreras, também concedeu entrevista e, assim como Dal Pozzo, criticou a arbitragem de Bráulio da Silva Machado. Segundo o dirigente rubro-negro, os jogadores reveleram que o árbitro que comandar o VAR solicitou ao juiz de campo que fosse ao vídeo analisar o lance. Porém, a decisão foi mantida mesmo sem a análise ser realizada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *