Fora do G4, Gilmar Dal Pozzo cita ‘grande desafio’;

ADAURY VELOSO –

Técnico segue em busca de ‘equilíbrio’ nas atuações e nos resultados do time para, assim, acabar com oscilações e se firmar no grupo qualificatório; O Náutico tem feito uma Série C irregular. Com a derrota para o Imperatriz na última segunda-feira, o time caiu para a sétima colocação do grupo A, saindo do G4. Além disso, ainda não conseguiu vencer duas consecutivas nenhuma vez na competição. Há 55 dias à frente da equipe, o técnico Gilmar Dal Pozzo segue ainda em busca de mais consistência nas atuações visando o acesso.

“É o meu grande desafio. Temos que consolidar trabalho. Temos que criar uma identidade e a gente ainda não criou. Não consolidamos o nosso trabalho. Estamos oscilando, fazendo bons jogos, mas tem momentos que baixamos o nível de concentração. Temos que achar o ponto de equilíbrio”, disse o treinador.
Ao analisar a procura por ‘equilíbrio’, o treinador citou o principal fator para ainda não ter alcançado. Tanto é que Dal Pozzo repetiu a escalação apenas uma vez desde que chegou ao Timbu. O próximo compromisso da equipe será na próxima segunda-feira, contra o Ferroviário, fora de casa.
“Temos mais sete jogos, 50 dias para definir o futuro do Náutico. Então temos que acelerar esse processo, buscar esse ponto de equilíbrio”, comentou. “Ponto de equilíbrio principalmente na parte técnica. O primeiro gol hoje foi um erro coletivo, mas aprimorar e melhorar a parte técnica. E buscar fazer um jogo de superação”, concluiu Dal Pozzo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *