Garantia de pagamentos em dia é exigência para volante Elicarlos assinar com o Santa Cruz

Adaury veloso;   Como o volante foi comandado por Vinícius Eutrópio por duas vezes na carreira, a oportunidade de trabalhar de novo com treinador facilita um acerto, conforme afirma o próprio empresário do atleta. Mas detalhes ainda separam o volante do Arruda. Segundo o agente do jogador, o Tricolor precisa assegurar que vai pagar em dia o salário que foi exigido pelo seu cliente.

Santa Cruz ainda deve salários aos jogadores que fizeram parte do elenco da Série A do Brasileiro. Alguns deixaram o Tricolor com quatro folhas em aberto. Muitos funcionários estão com cinco. De acordo com informações colhidas pela reportagem, estas pendências financeiras têm repercutido mal no mercado e fazem empresários e atletas recuarem ou reavaliarem a viabilidade de acerto ou renovação com o clube. O representante de Elicarlos e homônimo do vice-presidente coral, Constantino Júnior, pondera sobre a concretização de um acordo.

“Claro que pesa a favor o fato de trabalhar com Eutrópio novamente, mas o que define é o financeiro”, declarou o agente. “Depende mais do clube. (Queremos) a garantia do recebimento e se podem pagar o que o atleta pede”, completou Constantino, que, sem revelar nomes, garante também que o volante tem sido alvo de interesse também de outras equipes.

Elicarlos trabalhou com Vinícius Eutrópio no Figueirense (neste ano) e na Chapecoense (em 2015). Revelado no Porto de Caruaru, Elicarlos teve passagens pelo Náutico em 2007, entre 2011 e 2014 e depois só no início de 2016. Além do Timbu, Figueira e Chape, defendeu o Cruzeiro, entre 2008 e 2010. Até agora, o Santa Cruz oficializou as contratações do zagueiro Bruno Silva, do goleiro Júlio César e renovou contrato com o lateral esquerdo Tiago Costa. O clube negocia também com o meia Bady e pode trazer atletas inutilizados de São Paulo, Cruzeiro e Atlético-PR.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *