goleiro do Santa diz que Série C é a ‘Libertadores brasileira;’

ADAURY VELOSO ;

SANTA CRUZ

De volta após dois meses, goleiro do Santa Cruz diz que Série C é a ‘Libertadores brasileira’

Contra o Remo, Ricardo Ernesto substitui Tiago Machoswki, vetado por virose ;

Dois meses após a última aparição na equipe titular, Ricardo Ernesto está de volta à meta do Santa Cruz. Com Tiago Machoswki vetado em razão de uma virose, o goleiro de 31 anos ganha a sexta oportunidade de entrar em campo com a camisa coral. Diante do Remo, adversário das 16h deste sábado, ele diz guardar boas lembranças. Conhecedor da Série C, compara a competição nacional ao maior torneio do continente: a Copa Libertadores da América.

“A Série C é a Libertadores brasileira. São jogos difíceis, pegados, jogos com muito contato físico e entrega. E graças a Deus, a gente conseguiu incorporar isso. A equipe se adaptou rapidamente ao estilo de jogo da competição e aqui (em Belém) não vai ser diferente”, destacou o goleiro, que jogou a Terceirona pelo Fortaleza, em 2014, e América-RN, em 2016.
Ricardo fez até aqui cinco partidas pelo Tricolor, todas pelo Campeonato Pernambucano. São duas vitórias, dois empates e uma derrota. Foi vazado cinco vezes, em uma média de um gol sofrido por jogo. A última partida dele foi em 4 de março, na vitória por 3 a 2 sobre o Belo Jardim, no Arruda.
“Toda oportunidade que o atleta tem é preciso dar o melhor. Procuro trabalhar no dia a dia para quando acontecer essa chance poder ajudar o Santa Cruz. É um jogo de suma importância e viemos buscar o resultado que nos deixa entre os quatro primeiros colocados. Jogar aqui não é fácil, é sempre complicado”, disse.
Em 2016, Ricardo Ernesto enfrentou o Remo no palco do jogo deste sábado, o Magueirão, quando defendia o América-RN. “Tenho boas recordações daqui. Meu último jogo contra o Remo foi no Mangueirão e a gente conseguiu um resultado importante. Vamos procurar fazer mais um bom jogo e pontuar. A gente sabe que a competição exige isso e é o que a gente vem buscar”, afirmou. Na ocasião citada pelo goleiro, o “resultado positivo” acabou sendo um empate em 0 a 0.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *