Guto Ferreira deixa contas de lado;

ADAURY VELOSO = Há 17 rodadas no G4 e, faltando cinco jogos para o fim da Série B com sete pontos de vantagem para o 5º lugar, é natural a ansiedade para o acesso no Sport. As contas, projeções, percentuais. O próprio Guto Ferreira já falou sobre isso. Mas, às vésperas de enfrentar o Criciúma neste sábado, às 16h30, na Ilha do Retiro, pela 34ª rodada da competição, o discurso é de uma partida de cada vez, sem maiores recortes ,

Pensamos jogo a jogo. O pensamento nosso é só o Criciúma”, pontuou, comparando a reta final da Série B com uma prova de automobilismo. “Não podemos pensar na (linha de) chegada se nem as curvas fizemos ainda. . Quando tivermos na reta de chegada, vamos pensar nela. Agora nossa preocupação é fazer as curvas na velocidade que estamos. Por isso pensamos jogo a jogo”.
O pensamento, no entanto, não impede do clube sonhar com o título – ainda que o comandante tenha pregado pés no chão. A distância para o líder Bragantino está em oito pontos faltando cinco jogos para o fim da Segundona.
“A gente nunca deixou de sonhar e a gente continua sonhando porque ainda existe chance, mas sempre colocamos o acesso como primordial. E na hora que tivesse garantido o acesso a gente colocaria se ainda é possível ou não. Tudo passa pelo que o Bragantino vai fazer e pelo que nós vamos fazer. Primeiro vamos garantir o acesso e aí o pensamento passa a ser maior”, concluiu Guto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *