Lasmar; Neymar fará fisioterapia e garante atacante no treino;

ADAURY VELOSO ;

COPA 2018

Lasmar diz que Neymar fará fisioterapia e garante atacante no treino desta quarta

Atacante deixou o treino mais cedo nesta terça-feira, mancando;

Ainda que sem conceder uma entrevista, o médico da Seleção Brasileira, Rodrigo Lasmar, adotou um discurso de tom tranquilizador ao comentar a situação do atacante Neymar, que deixou o treinamento desta terça-feira da equipe nacional, em Sochi, logo nos minutos iniciais por causa de dores no tornozelo. Ele assegurou que o jogador do Paris Saint-Germain terá condições de participar da atividade desta quarta, que será fechada à imprensa, ainda que necessite de tratamento fisioterápico até lá.

“Neymar se queixou de dores no tornozelo, em decorrência do número de faltas sofridas contra a Suíça. Como o treino era regenerativo para os titulares, foi encaminhado para a fisioterapia. Fica lá hoje (terça) e amanhã (quarta-feira) de manhã, treinando amanhã à tarde”, afirmou Rodrigo Lasmar, médico da Seleção Brasileira, citado em publicação no Twitter da CBF.

 

Nesta terça, Neymar exibiu reações durante o pouco período em que permaneceu em campo que levantaram preocupações sobre a sua condição física, algo que ocorre desde que ele operou o pé direito, em março. Após um aquecimento ao lado dos demais jogadores convocados por Tite para a Copa, o atacante passou a participar de uma roda de bobinho com um grupo reduzido de companheiros. Ele parecia sentir incômodo na região do pé praticamente a cada toque na bola, quase sempre pisando o solo na sequência. E, depois de um desses momentos, abandonou o trabalho, chutando forte a bola, claramente aparentando frustração.

 

Neymar passou por cirurgia no quinto metatarso do pé direito no dia 3 de março, em Belo Horizonte, exatamente com Lasmar, após se lesionar quando estava em ação pelo PSG. O atacante retornou aos gramados nos amistosos preparatórios da seleção para a Copa do Mundo, no início de junho, e atuou pela primeira vez por 90 minutos na estreia do Brasil na competição, no último domingo, no empate por 1 a 1 com a Suíça, na Arena Rostov.

 

Naquela oportunidade, sofreu dez faltas e mancou em alguns momentos, ainda que não tenha recebido atendimento médico dentro de campo e nem sido substituído. E esse problema o afastou do primeiro treinamento da equipe após esse compromisso e seria a razão da saída da atividade desta terça, de acordo com a CBF. Mas a entidade assegura que ele estará em campo na quarta-feira e também no confronto com a Costa Rica, sexta-feira, às 9 horas (de Brasília), pela segunda rodada do Grupo E da Copa, em São Petersburgo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *