Magrão cobra nova postura de atletas do Sport;

ADAURY VELOSO ;

SPORT

Magrão faz elogios ao cotado Eduardo Baptista, mas cobra nova postura de atletas do Sport

Goleiro reabre portas para técnico e faz elogios ao estilo de trabalho;

Calejado, Magrão é sempre quem dá as caras nos momentos mais delicados do Sport. Com o time sem vencer há oito rodadas e sem um novo comandante definido até então, o goleiro foi quem teve a palavra na sala de imprensa do CT do clube para cobrar de si, dos outros jogadores e também para abrir portas. Na verdade, para reabrir. Questionado diretamente sobre um possível retorno de Eduardo Baptista, um dos mais cotados na Ilha do Retiro, o ídolo do Leão teceu grandes elogios ao comandante com quem esteve nas conquistas do Campeonato Pernambucano e Copa do Nordeste de 2014.

“Trabalhei com ele quando ainda era preparador físico do clube. Foram vários anos. Vi a carreira dele como treinador iniciar no clube também. É um cara que cobra bastante e que não gosta de perder. Ele mexe muito com jogadores. É uma pessoa que tivemos momentos maravilhosos porque foram várias conquistas. Temos um respeito muito grande. Se for o treinador que vier, vai ajudar bastante o Sport a sair dessa situação”, declarou.
As palavras de Magrão têm ainda um peso maior porque foi com Eduardo Baptista que ele teve um raro período como reserva no Sport. Ainda em 2015, após se recuperar de uma lesão no ombro, o então treinador decidiu dar sequência a Danilo Fernandes e manter o ídolo fora da equipe após dizer que seu retorno ao time era natural. Na época, o camisa 1 chegou a dizer que discordava da maneira como treinador conduziu o processo. Agora, porém, dá sinais de que tudo ficou para trás.
“É um cara que já conhece o clube e sabe o que vai pegar aqui. Conhece a torcida. É um cara que mostrou uma competência muito grande quando esteve na frente do Sport”, declarou em referência ao técnico que teve a maior estabilidade no Leão nas últimas temporadas, tendo ficado a frente do Rubro-negro por um ano e sete meses. Depois, vieram oito treinadores que não conseguiram grande sequência.

Cobrança do elenco

Ao mesmo tempo em que teceu elogios a Eduardo Baptista, Magrão também fez questão de mostrar que os jogadores precisam ter consciência da sua parcela na queda de rendimento da equipe na Série A. “A expectativa é de nós mesmos mudar a situação independente de nomes que possam vir para o Sport. A gente sabe da sondagem de vários nomes, mas o pensamento do grupo é de que haja uma atitude diferente nossa.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *