volante Wendel usa exemplo do rival ;

ADAURY VELOSO ;

NÁUTICO

Campeão pelo Sport, Wendel usa exemplo do rival para motivar o Náutico no Nordestão

Assim com os alvirrubros este ano, rubro-negros foram dados como eliminados na primeira fase em 2014, mas conseguiram a classificação e o título ;

Maior rival do Náutico há mais de um século, o Sport pode ser a inspiração para os alvirrubros seguirem sonhando com a classificação na Copa do Nordeste. E, porque não, com o título? Para isso, o volante Wendel vem sendo o elo de ligação entre os dois clubes. Campeão da competição regional pelo rubro-negro em 2014, após o Leão ser dado como praticamente eliminado na primeira fase, o jogador vem usando o exemplo do rival para motivar o elenco em busca das quartas de final. Para isso, o Timbu precisará vencer os dois jogos que restam, a começar pela próxima quinta-feira, contra o Botafogo-PB, na Arena de Pernambuco.

Há quatro anos, o Sport também chegava na quinta rodada da fase de grupos em situação delicada. Com apenas dois pontos somados. Porém, a reação começou em cima do próprio Náutico, com uma vitória por 3 a 0 na Arena de Pernambuco, na estreia do técnico Eduardo Baptista. E foi consolidada curiosamente em cima do Botafogo-PB com um triunfo por 1 a 0 na Ilha do Retiro, com a classificação em segundo lugar na chave. Embalados, os rubro-negros chegariam ao título após superarem CSA, nas quartas, Santa Cruz, nas semis e Ceará na grande decisão.
“O Sport estava totalmente descreditado assim como o Náutico e é isso que me motiva. Isso é o que empurra mais o atleta, o torcedor e mostra que a gente tem coisas boas ainda pela frente”, pontuou o experiente volante, de 35 anos e que com apenas três partidas disputadas pelo novo clube já se transformou em uma das lideranças do elenco alvirrubro. E nessa posição, vem mostrando ao grupo o exemplo de sucesso de quatro anos atrás.
“Eu lembro que o Eduardo Baptista mostrou um papel em que mostrava que a gente tinha 1% de chance de classificar e acabamos sendo campeões. Talvez o nosso caso seja o mesmo. Temos que esperar a partida, busca a vitória e depois ver o que aconteceu na rodada podendo ir para o jogo final contra o Altos com chance real de classificação”, destacou Wendel.
“Nós conseguimos nos classificar (em 2014) na beira da raia. Eu já venho conversando isso com eles. É um grupo concentrado, dedicado e que acredita muito na força da união e do trabalho. Estamos bem focados e vamos lutar até o último minuto por essa classificação”, reforçou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *