Michel Bastos diz que não suporta atuar durante os 90 minutos;

ADAURY VELOSO ;

SPORT

Opção contra o Atlético-MG, Michel Bastos diz que não suporta atuar durante os 90 minutos

Meia reforça trabalhos físicos e vê evolução para jogar mais de um tempo;

De fora do confronto contra o Palmeiras por veto contratual já que foi emprestado pelo Alviverde ao Sport, o meia Michel Bastos pode ser uma das armas da equipe para o jogo contra o Atlético-MG, às 19h desta quarta-feira, na Ilha do Retiro. Não será dessa vez, porém, que o atleta suportará uma partida completa pelo time. Ainda em busca da melhor condição, o último reforço do Leão para a Série A declarou que aguenta jogar um pouco mais do que 45 minutos.

Tive essa semana para trabalhar forte fisicamente, os treinamentos foram de um período, mas eu acabei complementando com mais um período alguns dias, para poder evoluir mais. Hoje com certeza não sei se consigo jogar os noventa, mas um tempo ou pouco mais com certeza eu consigo”, disse Michel Bastos, que, antes de chegar ao Sport, recuperou-se de uma lesão muscular na coxa.
“Agora, fica a critério do treinador. Com certeza, o pessoal da preparação física deve ter passado para ele que tenho muito mais condições de jogar. Então, temos ainda alguns treinos e vamos saber se vou estar em campo ou não. Se não tiver, estarei à disposição para entrar no decorrer da partida”, acrescentou.
Estreia na Ilha do Retiro
Michel Bastos também avaliou o peso da torcida para o confronto. O atleta, que estreou pelo Sport no empate em 1 a 1 com o Corinthians, na sexta rodada, na Arena de Pernambuco, terá o primeiro contato com a torcida na Ilha do Retiro e espera que o estádio continue com uma das armas do time.
“Acho que o fator casa é sempre importante, e sempre é difícil para os adversários jogar na Ilha. Já tive oportunidade de jogar contra e sei o quanto é complicado. Então a gente tem que aproveitar isso. Estamos vivendo um bom momento fora, e fazendo da mesma forma em casa. O Sport sempre foi forte na Ilha e temos que manter isso. Quanto mais pontos a gente conseguir dentro de casa, a gente sabe que vai ser o ideal. Vamos aproveitar essa fase fora e pontuar o máximo possível.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *