Náutico Chegada de Milton anima atletas pouco utilizados por Dado

ADAURY VELOSO;

Após o primeiro contato do técnico Milton Cruz com o elenco do Náutico, muitos dos jogadores alvirrubros que pouco vinham sendo utilizados por Dado Cavalcanti ganham novamente a confiança de poderem ser aproveitados na equipe. Ainda conhecendo praticamente todo elenco, já que trabalhou com poucos deles, o novo técnico tende a manter a escalação do último jogo, como analisa o zagueiro o Adalberto. E se isso se confirmar, o atleta que perdeu espaço neste começo de temporada retomaria uma vaga na equipe.

O defensor, que voltou ao time diante do Belo Jardim, revela o desejo de estar atuando desde o início do ano, porém viu a vaga ser ocupada por Ewerton Páscoa. Agora, com o desejo de se firmar na zaga, Adalberto espera mostrar um bom futebol nos primeiros treinos de Milton, mas caso isso não ocorra, reconhece que respeitará a decisão do comandante. “Queria jogar desde o início, mas Dado teve a opção pelo Páscoa, que respeitei, claro, mas não fiquei satisfeito. Tenho que dar continuidade ao meu trabalho e se o professor optar para que eu jogue, vou jogar. Se não, espero pela minha oportunidade mais uma vez e procurar ajudar quem estiver jogando”, comenta o zagueiro.

Do primeiro contato com o novo treinador, ficou a impressão de um nome vitorioso que chega para comandar a equipe, mas com uma metodologia de trabalho ainda desconhecida pelo elenco. “É um treinador que a maioria conhece porque sempre que um treinador do São Paulo caía, ele assumia, mas ainda sabemos muito pouco do método de trabalho dele. Espero que venha nos ajudar, estamos preparados para crescer no campeonato. Ele veio com o auxiliar e pela primeira impressão é um cara que conquistou praticamente tudo no São Paulo”, ressalta.

Para o lateral-direito David, que atualmente é o único na posição devido à lesão de Joazi, a contratação de Milton surge como a chance de se manter nesses primeiros jogos e aos poucos mostrar que pode ser titular do time. “É uma situação em que mais uma vez aparece a oportunidade para mim. Não sei se vão contratar outro lateral ou não, mas vou trabalhar firme e forte para se o professor contar comigo estar à disposição”, destacou.

O jovem mantém a mesma visão de Adalberto diante da chegada do técnico e acredita que Milton tem tudo para seguir com a trajetória vitoriosa dentro do Timbu. “Na minha visão achei essa primeira conversa dele como natural, mas sabemos do histórico dele de auxiliar e de campeão. Nos espelhamos nisso, onde ele passou foi vitorioso, e no Náutico será do mesmo jeito”, finalizou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *