NÁUTICO; Jefferson Nem revela abatimento no fim da Série B

Adaury veloso;

Em um determinado momento da Série B, o atacante Jefferson Nem foi o destaque do Náutico na competição. Foi o vice-artilheiro do Timbu na disputa com sete gols e deu sinais que tinha se firmado na equipe. Ilusão até a saída do técnico Alexandre Gallo. A queda de rendimento do atleta foi detectada e então novo treinador Givanildo Oliveira preferiu colocá-lo no banco em pouco tempo. Algo que o jogador sentiu.
Na sua primeira entrevista coletiva do ano, Nem deixou claro que espera fazer de 2017 um ano de afirmação no Náutico e espera não se abater como fez em 2016. “Eu acho que este ano estou mais maduro e mais experiente do que o ano passado. Ano passado eu estava meio tímido. Estava meio para baixo na reta final. Este ano será um bom ano para mim. Espero mostrar meu potencial e jogar em ótimo nível”, contou o jogador, que logo explicou o que estava lhe incomodando. “O fator foi não estar entrando nos jogos. A gente relaxa um pouco e não entrando nos jogos a gente vai ficando para baixo. Espero que seja um ano melhor para mim e para o Náutico”.
Para voltar ao time, Jefferson sabe que terá que superar atletas como William Silva, Giva e Juninho, que são seus concorrentes diretos. Ele poderia ser a peça que sai na frente por ter mais tempo dentro do clube, mas talvez pela experiência, Juninho esteja na frente dos demais. Algo que Nem não soube precisar. Apenas disse que a decisão é de Dado e que seria até interessante jogar ao lado do novo companheiro.
“Acho que isso fica para o professor Dado. Será uma competição longa e terão oportunidades para todos. Juninho é um jogador de grande qualidade. Se ele (Dado) optar pelos dois seria ótimo, mas é com o professor”, afirmou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *