NÁUTICO; Reforma dos Aflitos

CkPDJwlWEAAZdfl A diretoria executiva tomou a iniciativa de cobrar R$ 100 a mais no boleto dos sócios do Náutico para utilizar esta verba para a reforma dos Aflitos. A iniciativa é válida e promete bons resultados. Mas é preciso haver uma prestação de contas, ou seja, transparência absoluta nessa questão.

E, antes que alguém insinue algo ou se ofenda, prestação de contas não é motivo de desconfiança. Muito menos coloca em xeque a honestidade de ninguém. Mas garante a lisura de um processo financeiro e a consequente utilização daquele recurso.

Na atualidade, contamos com as facilidades proporcionadas pelos meios eletrônicos. Dispomos, com isso, de quaisquer tipos de informações. Neste caso, a transparência por parte da diretoria executiva para com os recursos destinados à reforma do Estádio Eládio de Barros Carvalho se faz necessária e condizente.

É uma forma tanto do associado, como do torcedor comum, acompanhar como está a arrecadação de verbas para tal fim. Poderíamos nos programar e, inclusive, saber como anda a evolução das obras.

Isso estimularia até mesmo os mais céticos, que querem contribuir, mas não acreditam que esta verba chegaria ao destino a que se propôs. Tenho lido algumas reclamações em grupos de torcida do Náutico, nas redes sociais. Alguns episódios ocorridos no nosso clube gerou este tipo de desconfiança.

Porém, cabe aos atuais dirigentes alvirrubros desmistificarem essa desconfiança e jogarem aberto para com o sócio e torcedores.

Diante disso, fica aqui uma proposta minha para os dirigentes timbus. Quanto mais clareza, mais o diálogo tende a evoluir.

O que precisamos agora, mais do que nunca, é unir forças em busca de dois objetivos em comum: o acesso à Série A e a volta por cima ao lugar de onde nunca deveríamos ter saído, a nossa casa: Aflitos.

‪#‎VamosVoltarNáutico‬
‪#‎Aflitos‬
‪#‎NossaCasaNossaHistória‬
‪#‎CTN‬

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *