Náutico se recupera e vence Salgueiro;

ADAURY VELOSO = No Campeonato Pernambucano, apenas uma equipe segue com 100% de aproveitamento: o Clube Náutico Capibaribe, que, em seu 120º aniversário, superou o Salgueiro por 3 a 2, em um jogo bastante emocionante. Para o Timbu, Erick fez dois gols no primeiro tempo, mas Tarcísio e Felipe Baiano buscaram o empate, que só durou cinco minutos até Kieza, de pênalti, dar números finais. Com a vitória, o Timbu disparou na liderança, com 15 pontos em cinco jogos, enquanto o Salgueiro ficou em quinto, com seis pontos em três jogos.

O equilíbrio marcou os minutos iniciais. Truncado, o jogo tinha vantagem no Náutico, que conseguia ser superior no meio de campo, mas penava frente à linha defensiva do Salgueiro, sem conseguir dar nenhuma finalização até os 21 minutos, quando tudo mudou.
No minuto seguinte, Kieza até marcou, mas o gol foi anulado por impedimento. Mais dois minutos depois, porém, não houve erro. Em boa jogada pela esquerda, Vinícius buscou Jean Carlos, o meia se enroscou com a defesa e a bola sobrou com Erick, que dominou e bateu no canto. Aos 27, quem se enrolou com a defesa foi o goleiro Lucas Ferreira, fora da área, para ver, de novo, a bola sobrar para Erick bater da intermediária para ampliar.
Passado o ímpeto que rendeu dois gols, o Salgueiro ficou pressionado e precisou arriscar mais. O Carcará arriscou, Ciel até testou Alex Alves do meio de campo, mas sem converter.
SEGUNDO TEMPO
Depois do intervalo, o jogo seguiu com o ritmo elevado com o qual terminou o primeiro tempo. O Náutico era mais propositivo e levava mais perigo, mas o Salgueiro também passou a subir mais e se tornou presença constante na área. O Náutico já tinha colocado uma bola na trave, com Rafinha, aos sete minutos, mas, nas redes, a bola só morreu aos 24, quando Tarcísio recebeu em profundidade de Felipe Baiano e bateu bem para diminuir.
Apenas três minutos depois, o próprio Felipe Baiano recebeu a sobra de Hériclis e chegou enchendo o pé no cantinho da meta de Alex Alves, empatando o jogo. A alegria sertaneja, porém, só durou cinco minutos. Aos 32, Elenilson derrubou Kieza na área. Pênalti para o Náutico, bem batido pelo próprio Kieza. Ainda houve tempo para Camutanga e Hélio dos Anjos serem expulsos, fechando o duro jogo de 11 cartões apresentados pelo juiz.
PRÓXIMOS COMPROMISSOS
 
Depois deste confronto, o Salgueiro será o primeiro a retornar a campo. O Carcará joga no sábado em uma decisão em busca da classificação à segunda fase da Copa do Nordeste, às 16h, contra o Ceará, em Fortaleza. O Náutico, por sua vez, joga no mesmo horário, mas no dia seguinte, visitando o Retrô, na Arena de Pernambuco, pelo Campeonato Estadual.
FICHA DO JOGO
 
Salgueiro 2
Lucas Ferreira; Sinho, Elenilson, Richard e Alan Pires; Bruno Sena, Felipe Baiano, e Moreilândia (Alexandre Aruá); Tarcício, Alison Araçoiaba (Hériclis) e Ciel. Técnico: Daniel Neri.
 
Náutico 3
Alex Alves; Hereda (Bahia), Camutanga, Ronaldo Alves e Rafinha (Wagner Leonardo); Rhaldney, Djavan (Marciel) e Jean Carlos (Luiz Henrique); Erick (Bryan), Vinícius e Kieza. Técnico: Hélio dos Anjos.
Local: Estádio Cornélio de Barros
Gols: Erick (24’/1ºT, 27’/1ºT | NAU), Kieza (32’/2ºT | NAU), Tarcísio (24’/2ºT | SAL), Felipe Baiano (27’/2ºT | SAL)
Cartões Amarelos: Felipe Baiano, Sinho, Elenilson (SAL), Vinícius, Djavan, Wagner Leonardo, Marciel e Jean Carlos (NAU)
Cartão Vermelho: Camutanga e Hélio dos Anjos [2 amarelos] (NAU)
Arbitragem: Gilberto Rodrigues Castro Junior
Assistentes: Francisco Chaves Bezerra Junior e Dhiego Cavalcanti Pereira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *