Ortigoza pode ser tornar o maior artilheiro isolado da Arena de Pernambuco;

ADAURY VELOSO ;

NÁUTICO

Em decisão contra Bragantino, Ortigoza pode ser tornar o maior artilheiro isolado da Arena

Atacante soma atualmente 10 gols e está empatado com o atacante Sassá, hoje no Cruzeiro, e o zagueiro Ronaldo Alves, que defende o Sport;

Autor do gol que renovou as esperanças de acesso do Náutico, após diminuir a derrota para o Bragantino no jogo de ida das quartas de final da Série C para 3 a 1, o atacante Ortigoza tem um motivo a mais para estar motivado para a decisão do próximo domingo, contra a equipe paulista. Com apenas seis meses no clube, o paraguaio pode ser tornar, de forma isolada, o maior artilheiro da história da Arena de Pernambuco;

Dos 13 gols do camisa 30 anotados no ano pelo Náutico, 10 foram registrados em São Lourenço da Mata. Marca que já o coloca como maior goleador do estádio, ao lado do atacante Sassá, hoje no Cruzeiro, e do zagueiro Ronaldo Alves, atualmente no Sport. Por sinal, esses dois jogadores alcançaram a marca de dez gols na Arena balançando a rede por outros clubes. No caso de Sassá, pelo Botafogo, já no de Ronaldo Alves, pelo rubro-negro pernambucano. Já Ortigoza anotou todos os seus gols no estádio defendendo o Náutico.
Um deles, por sinal, em um jogo tão decisivo quanto o do próximo domingo, quando abriu o placar na vitória por 2 a 1 sobre o Central, na final do Campeonato Pernambucano. Com a Arena recebendo 42.352 torcedores. Maior público do estádio em jogos de clubes. “Estamos sentindo o entusiasmo daquela final. Sabemos que esse também será um jogo importante para o Náutico. Não vou mentir. O resultado do primeiro jogo doeu. Mas todo mundo está com a cabeça nessa revanche. Sabemos que temos um time forte, principalmente na Arena”, pontuou.
Por sinal, o jogo de ida contra o Bragantino foi o primeiro em que o Náutico foi derrotado, após Ortigoza ter balançado as redes. Antes, sempre quando o paraguaio marcava pelo menos um gol, o Timbu acumulava nove vitórias e dois empates. Sobre a importância do gol anotado no Nabi Abi Chedid, Ortigoza foi cauteloso.
“Só vamos saber o peso desse gol após o jogo de domingo. O mais importante é que a gente já encurtou o marcador. Tomara que domingo todos possam estar motivados para darmos a volta por cima”, finalizou.
Vale lembrar que para conseguir o acesso de forma direta, o Náutico precisa de uma vitória por três gols de vantagem. Já um triunfo por diferença de dois gols leva a decisão para os pênaltis. Qualquer outro resultado classifica o Bragantino.

Os gols de Ortigoza na Arena de Pernambuco

Série C
Náutico 2×0 ABC (um gol)
Náutico 1×0 Juazeirense (um gol)
Náutico 2×0 Globo (um gol)
Náutico 3×0 Salgueiro (dois gols)
Náutico 1×1 Santa Cruz (um gol)
Campeonato Pernambucano
Náutico 2×1 Central (um gol)
Náutico 3×2 Salgueiro (um gol)
Náutico 2×1 Afogados (um gol)
Copa do Brasil
Náutico 2×1 Cuiabá (um gol)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *