Ortigoza sai em defesa de Wallace Pernambucano;

ADAURY VELOSO ;

NAÚTICO

Exaltando ‘trabalho sujo’, Ortigoza sai em defesa de Wallace Pernambucano no Náutico

Apesar da seca de gols, atacante paraguaio fez questão de destacar o trabalho tático desempenhado pelo meia nos jogos do Timbu ;

Sem marcar um gol há 11 jogos, o meia Wallace Pernambucano vai estendendo a sua má fase no Náutico. Punido com dois jogos de suspensão pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva, pela expulsão na partida diante do Botafogo-PB, o armador desfalca o Timbu no próximo sábado, diante da Juazeirense. Porém, apesar do momento negativo, o jogador ganhou um defensor de peso. Artilheiro do time na temporada, com nove gols, o atacante Ortigoza fez questão de ressaltar a importância de Wallace para a equipe, fazendo o que chamou de “trabalho sujo” dentro de campo.

A definição do paraguaio se refere ao trabalho tático desempenhado pelo meia, muitas vezes como pivô, prendendo os marcadores adversários e deixando mais espaços para ele e Robinho chegarem com mais liberdade a frente. Os dois são os artilheiros do Náutico na Série C, com três gols cada.
“O Wallace é um jogador que estava acostumado no começo do ano a fazer gols e de repente não está conseguindo mais essa sequência. Isso coloca uma pressão. Mas nós que estamos lá dentro sabemos a importância dele. Um cara que é de raça, que marca e que a presença nos ajuda bastante lá na frente. O nosso entrosamento já está bom desde o começo do ano. Agora é só esperar que ele possa voltar a ter uma sequência de gols”, destacou Ortigoza.
Curiosamente, a seca de gols de Wallace iniciou justamente após a estreia do atacante paraguaio. Dos sete tentos do meia na temporada, seis foram anotados antes da chegada de Ortigoza no Náutico. O último, no empate por 2 a 2 diante do Belo Jardim, no dia 7 de março, ainda pela última rodada da primeira fase do Campeonato Pernambucano. Partida na qual Ortigoza também balançou as redes.
Sendo assim, apesar de sair em defesa do companheiro, o artilheiro timbu vê a pressão como normal em cima de Wallace. “Ele teve uma chance incrível na última partida (contra o Salgueiro), mas o goleiro tirou (fez uma defesa à queima-roupa após cabeçada dentro da área). Sei que atacante vive de gols. Se eu começar a não fazer mais gols, vão pegar no meu pé também”, reconheceu. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *