Para Roberto, Náutico sentiu peso da maratona de jogos ;

ADAURY VELOSO ;NÁUTICO

Para Roberto, Náutico sentiu peso da maratona de jogos

Diante da Ponte Preta, treinador só colocará em campo os atletas que estiverem bem fisicamente. Náutico precisa vencer por mais de três gols de diferença para avançar de fase ;

Com uma derrota e um empate nos dois jogos após o título do Campeonato Pernambucano, o Náutico começa a sentir os efeitos de uma temporada que começou com uma maratona de jogos para o clube. Em pouco mais de três meses, o Timbu já entrou em campo 28 vezes, entre partidas da Copa do Nordeste, Campeonato Pernambucano, Copa do Brasil e Série C. Preocupado com o desgaste dos atletas, o técnico Roberto Fernandes indicou que pode poupar jogadores na partida diante da Ponte Preta, quarta (18), na Arena de Pernambuco, pelo duelo da volta da quarta fase da Copa do Brasil.

“A nossa primeira linha defensiva jogou uma decisão no domingo, outra na quarta e outra contra o Santa Cruz. A sequência de jogos claramente pesou. (Quarta) Vai jogar quem estiver melhor. Vamos aguardar os treinos e vamos colocar em campo quem estiver com uma condição ideal para reverter o resultado”, afirmou o treinador.

A linha citada pelo treinador é formada por Bruno; Thiago Ennes, Camutanga, Camacho, Kevyn e Negretti (primeiro volante). A tendência é que parte desses atletas não atue contra a Ponte. Breno Calixto pode aparecer como opção na zaga. Outra novidade pode ser a entrada de Tiago Costa, lateral-esquerdo contratado recentemente.

Para avançar de fase na Copa do Brasil, o Náutico precisará vencer por mais de três gols de diferença, já que perdeu na ida, no Moisés Lucarelli, por 3×0. Uma repetição do placar, desta vez para o Alvirrubro, levará a decisão para as penalidades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *