Participativo, Samuel Xavier espera aparecer ainda mais

Adaury veloso;

ão é à toa que Samuel Xavier terminou 2016 atraindo olhares de outras equipes do Brasileiro. O lateral direito é um dos mais regulares no Sport e esteve presente em quase todas as partidas do Leão na última temporada, foram 60 das 67 disputadas. Ficou difícil para o reserva Apodi, que pouco jogou e acabou deixando o clube no fim do ano passado. É preciso correr para pegar a vaga de Samuel

“Uma coisa que gosto muito é de analisar meus números ,sempre estou de olho nas estatísticas. E um jogador que consegue ter uma sequência consegue ajudar mais sua equipe. Fico orgulhoso pelo que fiz com a camisa do Sport até aqui. Fiquei poucas vezes de fora. Isso é reflexo não só da minha preparação e meu comprometimento que tenho, mas também da estrutura que o Sport nos oferece e de todos os profissionais que trabalham aqui”, destacou.

As boas atuações, constantes, despertaram o interesse do campeão brasileiro, Palmeiras, que propôs enviar alguns de seus atletas para contar com o lateral direito rubro-negro. A negociação não se concretizou, em parte porque Samuel se sente em casa no Sport. “Todos sabem que outras equipes me procuraram, que teve negociação. Mas todos sabem também que aqui me sinto em casa. É o clube que me acolheu, que me dá todo o suporte. Tem o carinho do torcedor que pesa também. Estamos com um bom elenco, a maioria dos jogadores ficou. Queremos ter um ano melhor que o de 2016. E contamos com o apoio da torcida para isso”, afirmou.

Desde que chegou ao Leão, em 2015, Samuel Xavier participou de 91 dos 110 jogos que o clube disputou neste período. O que significa uma presença de 83%, uma das mais altas da equipe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *