PC Gusmão, Santa Cruz visita o Remo no Pará;

ADAURY VELOSO ;

SÉRIE C

Por primeira vitória sob o comando de PC Gusmão, Santa Cruz visita o Remo no Pará

Com 16 dias à frente do Tricolor, mas com pouco tempo para treinar por conta das chuvas na capital pernambucana, técnico começa a dar sua cara no time ;

Parece muito, mas o Santa Cruz ainda vive um período de readaptação desde a saída do técnico Júnior Rocha há três semanas. Com a chegada de Paulo César Gusmão, pouco a pouco o elenco vai tentando absorver suas ideias. Fã de um estilo de jogo mais vertical, mais objetivo e menos do estilo “posse de bola” como era com o antigo comandante, o novo treinador tem sofrido sobretudo com o curto período de tempo para treinar. Em meio a uma dita pequena maratona de jogos, busca a primeira vitória à frente do Tricolor às 16h deste sábado, diante do Remo, no estádio Mangueirão, em Belém.

São 16 dias desde o anúncio de PC Gusmão. No intervalo, quatro partidas – na primeira delas, contra o Atlético-AC, o auxiliar-técnico Adriano Teixeira comandou o time. Em meio treinos, trabalhos cancelados em consequência da chuva e da falta de campo para treinar. Atletas machucados. Longas viagens. Saídas e chegadas de reforços. No turbilhão de dias vividos com intensidade pelo técnico, a pressão. Afinal, apesar de tantos poréns, o torcedor coral é exigente. E o fato é que, até aqui, os resultados não vieram. À frente do time, o técnico soma uma derrota e um empate.
“A falta de tempo é sabida por todos. Acabei chegar e já estou no meu terceiro jogo. Além disso, temos a dificuldade das chuvas que vêm caindo no Recife, do gramado ruim, da falta de jogadores por viroses… A gente está tendo infelizmente algumas perdas. Mas vamos treinar para evoluir”, destacou o treinador.
Invicto na Série C e dentro do G4 do Grupo A, PC Gusmão terá a seu favor a possibilidade de praticamente repetir o time das últimas partidas Desde quinta-feira em Belém, o treinador realizou dois treinos. O último, quando testou o time titular, foi fechado à imprensa. Embora não tenha funcionado bem, o esquema com três volante no meio de campo, tendo Carlinhos Paraíba como homem de criação, tende a ser mantido.
O único desfalque no time titular fica por conta do goleiro Tiago Machowski, vetado em virtude de uma virose. Ricardo Ernesto volta a ganhar uma oportunidade na equipe principal após dois meses. Além dele, seguem fora Geovani, Héricles, Genílson e Kelvy.

Adversário

Atual campeão paraense, o Remo não largou bem no Campeonato Brasileiro da Série C. A equipe comandada pelo “Rei do Acesso”, o pernambucano Givanildo Oliveira, perdeu as duas partidas que fez até aqui fora de casa. Marcou apenas um gol, de pênalti, na vitória sobre o Globo-RN, há duas rodadas. Vem de uma derrota para o Juazeirense. “Não é porque nós perdemos dois jogos e ganhamos um que o mundo desabou”, tranquilizou Givanildo. Para enfrentar o Santa Cruz, o treinador não poderá contar com o zagueiro Bruno Maia, expulso em Juazeiro. Martony, Moisés e Kevem disputam a posição.

Ficha do jogo

Remo
Vinícius; Mimica, Martony (Moisés ou Kevem) e Esquerdinha; Dudu, Leandro Brasília e Everton; Elielton, Felipe Marques e Isac. Técnico: Givanildo Oliveira
Santa Cruz
Ricardo Ernesto; Vitor, Danny Moraes e Augusto Silva e Ávila; Luiz Otávio, Charles e Carlinhos Paraíba; Fabinho Alves, Robinho e Robert. Técnico: Paulo César Gusmão.
Local: Mangueirão, em Belém.
Horário: 16h.
Árbitro: José Mendonça da Silva Júnior (PR).
Assistentes: Jefferson Cleiton Piva da Silva e André Luiz Severo (ambos do PR).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *