Poupado pela torcida, Patrick se queixa da derrota do Sport:

ADAURY VELOSO ;

Sport tomou dois gols dentro de um intervalo de quatro minutos, ainda no 1° tempo;

Patrick foi um dos poucos jogadores poupados pela torcida do Sport após a derrota por 2 a 1 para o Botafogo, na Ilha do Retiro. Após o Leão ter somado o nono jogo sem vitórias em casa na Série A  do Brasileiro, o volante admite a inoperância do time em casa. No entanto, acredita que a história do jogo desta quinta-feira poderia ter sido diferente. Queixa-se da forma como a derrota para o Alvinegro foi desenhada.

O primeiro gol do Botafogo foi numa falha feia do goleiro Magrão, que tentou driblar Bruno Silva na entrada da área e acabou sendo vazado. O segundo, quatro minutos depois, após o Sport perder uma dividida no meio-campo, cochilar na marcação e permitir Marcos Vinícius ampliar a vantagem para 2 a 0. Tudo isso ainda com 18 minutos do primeiro tempo. Patrick não aponta o dedo para supostos culpados, mas diz que os gols “relâmpagos” tornaram a vida do Rubro-negro mais difícil na partida.
“Infelizmente, tomamos dois gols ‘relâmpagos’. A gente não está fazendo uma boa campanha em casa. É levantar a cabeça”, disse. “A gente lutou, criou jogadas de gol, só que infelizmente erramos. Tomamos dois gols que não deveríamos tomar, e isso pesou”, emendou o volante.
Diante da situação já dramática do time na tabela do campeonato, Patrick mira uma recuperação na partida seguinte do Brasileirão, agendada para o próximo domingo, contra o lanterna Atlético-GO, em Goiás. “Temos um jogo fora contra o Atlético-GO. A gente vai trabalhar para buscar os três pontos”, pontuou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *