Presidente do Central não teme pressão por Arena lotada;

ADAURY VELOSO ; FUTEBOL

Presidente do Central não teme pressão por Arena lotada

Prestes a disputar o jogo de volta da final do Pernambucano, clube caruaruense joga a obrigação para o Náutico;

Arena de Pernambuco é o palco da final da 104ª edição do Campeonato Pernambucano. Náutico e Central voltam a medir forças pelo jogo de volta da decisão, no próximo domingo, às 16h, após o empate em 0x0, no estádio Lacerdão, em Caruaru. A carga de 38.880 ingressos destinada ao torcedor alvirrubro foi esgotada antecipadamente. Para a torcida caruaruense, são 3.880 bilhetes à disposição. Caso todas as entradas dos visitantes sejam garantidas, o público total pode chegar a 42.760 espectadores. A pressão dos mandantes não intimida o presidente do clube alvinegro, Clóvis Lucena, que espera levar a melhor diante de uma atmosfera diferente.

“O Central está preparado desde o início do campeonato estadual. Não há medo para encarar o Náutico. Temos a nossa estratégia traçada para o confronto e garanto que a nossa equipe tem condições de levantar a taça”, declarou o mandatário em conversa com a Folha de Pernambuco ,

O detalhe é que, antes de a final acontecer, a torcida do Náutico já bateu o recorde de presença única do Trio de Ferro na Arena PE, em São Lourenço da Mata. Superou a marca registrada pelo Sport no jogo contra o Palmeiras, pelo Campeonato Brasileiro da Série A do ano passado, e em partida entre clubes. Na ocasião, 42.025 torcedores se fizeram presentes, sendo 38.606 rubro-negros e 3.419 palmeirenses.

Bicho

Segundo o presidente Clóvis Lucena, a diretoria do Central tem uma reunião nesta terça-feira (3) com a Federação Pernambucana de Futebol (CBF) para tratar sobre uma possível premiação se o título inédito for conquistado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *