Presidente do Santa Cruz explica tratamento no gramado;

ADAURY VELOSO ;

Presidente do Santa Cruz explica tratamento no gramado paralelo a dois jogos agendados

Categoria sub-20 coral realizará dois jogos no Arruda em meio a procedimento;

Na quarta-feira, duelo válido pela semifinal do Campeonato Pernambucano sub-20, contra o América, às 15h. No sábado, a mesma categoria irá receber, às 16h, o ABC, pela Copa do Nordeste. Em ambos os casos, o Santa Cruz irá mandar as partidas no Arruda. O fato é que o gramado do estádio está passando por um tratamento – que, inclusive, irá fazer com que a pré-temporada do clube não possa ser realizada na casa do Tricolor. O presidente do clube, Constantino Júnior, explicou o passo a passo da renovação do piso verde do José do Rêgo Maciel.

O que vem sendo feito são aplicações de herbicidas. Vamos realizar uma agora na segunda-feira, na terça-feira o gramado descansa e na quarta-feira pode ter jogo, não tem problema. O herbicida vai matar as ervas daninhas. Temos esse jogo contra o América e mais outro contra o ABC, antes de encerrar as atividades”, afirmou Constantino.
O novo gramado coral será do tipo bermuda celebration, com folhas finas, de rápido enraizamento e poder de recuperação de danos, a grama também é a mesma utilizado na Arena de Pernambuco. “Depois do dia 20, não haverá mais jogo no gramado. Vamos retirar a grama, colocar areia e recolocar a grama nova. Vamos ficar cerca de 30 dias nesse processo”, disse o presidente coral.
Sobre o aspecto estranho na coloração do gramado, o engenheiro agrônomo Ricardo da Silva, responsável pela aplicação de herbicidas, detalhou o procedimento em curso. “Os herbicidas aplicados são seletivos, ou seja, matam os matos e outros tipos de grama, mas não matam a grama principal do campo, e serão aplicados em intervalos de dez dias, até combater todas as plantas indesejadas, o amarelo é comum, apesar de não matar o gramado, a grama absorve o produto e sente uma leve intoxicação, com alguns após a aplicação, a grama se regenera e o mato fica morto”, explicou, em entrevista ao site oficial do clube.
Ricardo pertence a uma empresa contratada para realizar o serviço de mapeamento das principais necessidades do piso (como questões relativas à drenagem, por exemplo). O departamento financeiro ainda traça o orçamento definitivo da obra, mas a projeção inicial é gastar pelo menos R$ 100 mil na mudança do gramado. Porém, estima-se que, com outros trabalhos complementares no subsolo e no entorno do campo, os custos sejam bem mais altos. Afinal, a última grande reforma no piso do Arruda aconteceu em 2009, ainda na gestão do presidente Fernando Bezerra Coelho.
Vale ressaltar que o gramado coral é cuidado diariamente, porém é castigado pelo excesso de treinos que vão do time profissional, aos da base e até passando por visitantes. Situação que tende a ser amenizada a partida da conclusão do primeiro campo do CT Ninho das Cobras, agendado para ser entregue até o dia 10 de dezembro.

Pré-temporada

Como ainda não há uma previsão exata de quando o gramado do Arruda vai ficar disponível novamente, a direção de futebol do Santa Cruz busca alternativas para a realização da pré-temporada. Dirigentes do clube já realizaram visitas a cidades como Chã Grande e Bonito e ainda estudam o melhor local. “Estamos esperando Luciano Sorriso (novo executivo de futebol) volta de viagem para definir isso”, pontuou Constantino Júnior. A da pré-temporada está programada para o dia 3 de dezembro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *