Quem quiser ficar, vai ficar’, diz diretor de futebol do Sport;

ADAURY VELOSO =

Nelo Campos pontua que clube e atletas vão iniciar negociações para definir permanências apenas após conquista do acesso à Série A;  Com 2019 chegando ao fim e a iminência da conquista do acesso à Série A, que foi traçada como a principal meta da diretoria do Sport no ano, as expectativas acerca do elenco e as movimentações para o planejamento de 2020 começam a esquentar. Porém, elas estão dependendo da confirmação da ascensão à elite do futebol nacional. Ao menos foi o que enfatizou Nelo Campos, um dos diretores de futebol do clube,

De acordo com Nelo, a tendência para 2020 é a manutenção de grande parte do elenco que vem fazendo boa campanha na Série B deste ano e que pode confirmar o retorno à Primeira Divisão ainda nas próximas rodadas. Com 57 pontos em 33 jogos, o Sport é o vice-líder da Segundona e possui muitos dos destaques individuais da competição, como artilheiro e vice (Hernane e Guilherme), além do jogador que mais desarma no campeonato (Charles).
Do time que foi considerado titular do Sport em grande parte da Série B, apenas três jogadores possuem contratos que não se encerram no final do ano, sendo eles Mailson (dezembro de 2022), que está se recuperando de lesão no joelho, Adryelson (dezembro de 2020) e Sander (junho de 2020). Além deles, Willian Farias, que chegou com a competição em andamento, também possui contrato até o final de 2020.
Dessa forma, Rafael Thyere e Guilherme (Grêmio), Charles (Internacional), Leandrinho (Botafogo), Hyuri (Atlético-MG), jogadores emprestados ao Sport, terão de ter suas equipes de origem contactadas para manter o elenco, algo que é prioridade da diretoria do Leão para 2020.
“Não pretendemos fazer grandes reformulações de jeito nenhum. Temos total confiança no elenco, quem quiser continuar com a gente vai ficar, mas só iremos começar a negociar com os atletas após conquistar o acesso. Eles estão cientes disso e tem total confiança na diretoria, como nós temos neles.”

Caso Hernane

Artilheiro do Sport no ano, Hernane tem contrato com o Leão até o final do ano. Porém, a diretoria incluiu na tratativa com o atleta a possibilidade de renovação automática caso o atleta concluísse uma meta de partidas disputadas no ano, algo que segundo Nelo Campos já foi atingido. Apesar disso, duas coisas têm freado o ritmo de negociação para a extensão de vínculo do centroavante de 33 anos.
Primeiro, a cúpula rubro-negra ainda negocia com o atleta a repactuação de dívidas trabalhistas referentes ao ano passado, quando o jogador chegou ao clube como grande esperança para livrar o Sport do rebaixamento. Além disso, outro empecilho é a política do clube de apenas iniciar o planejamento após o acesso à Série A ser confirmado.
“O Hernane atingiu o número de jogos que estava estipulado como meta para a renovação automática, mas estamos fazendo uma repactuação das dívidas para que possamos pensar na extensão assim que atingirmos o objetivo que é o acesso. Não procuraremos jogador para iniciar planejamento até que o acesso esteja 100% garantido”, arrematou Nelo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *