Retrospectiva de Falcão no Sport;

        a relação entre Sport e Paulo Roberto Falcão chegou ao fim. Entre tapas e beijos, o técnico deixa o clube com 55% de aproveitamento geral, um número considerado regular, mas abaixo das expectativas de uma das maiores folhas salariais do futebol nordestino. Confirafup2015103160413055504_1701715466733286_5833589527745490349_n                                                                                                                 20/09/2015 – Após a derrota para o Vasco, no Maracanã, onde Daniel Paulista comandou o time interinamente, a diretoria do Sport anunciou a contratação de Paulo Roberto Falcão como novo treinador.

22/09/2015 – Na sua apresentação, na Ilha do Retiro, Falcão mostrou certa mágoa ao ser questionado se ele se considerava um treinador novato e o motivo pelo qual ele estava fora do mercado desde 2012, quando treinou o Bahia. Na ocasião, usou a ironia como arma de defesa, citou o currículo iniciado no início dos anos 1990 e disse que vinha sem clube por opção, que estava esperando uma proposta em que ele acreditasse no projeto.

27/09/2015 – Conquista a sua primeira vitória, goleando a Chapecoense por 3×0, pelo Brasileirão, e causa uma boa impressão. Antes, mesmo sem treinar, já havia estreado diante do Huracán, num empate em 1×1, pela Sul-Americana.

31/09/2015 – Após bons resultados, como a goleada de 4×1 sobre o Atlético Mineiro, Falcão começa a ter seu nome cogitado em outros clubes, contra o São Paulo, adversário do Leão nesta data. Porém, os 3×0 e apatia dos rubro-negros teriam convencido a diretoria do Morumbi de que não era uma boa opção contratar o técnico.

06/12/2015 – Mesmo sem conseguir a vaga na Libertadores, o sexto lugar no Brasileirão causou uma grande expectativa dos rubro-negros para 2016. Desta vez, Falcão iria montar o seu time. O clube resolveu não competir com as grandes potências no saturado mercado brasileiro e foi garimpar atletas em outros países da América do Sul, trazendo o colombiano Reinador Lenis e o chileno Mark González, dois dos maiores investimentos da diretoria.

03/02/2016 – Derrotado por 1×0 pelo América, em plena Ilha do Retiro, despertou a desconfiança dos rubro-negros. Torcedores já ensaiam vaias e gritos de “burro” para o treinador.

28/02/2016 – Com vitórias sobre os rivais Santa Cruz e Náutico, Falcão consegue respirar, encaminhando a classificação no Estadual.

23/03/2016 – Às duras penas, o Sport derrota o Botafogo/PB, na Ilha do Retiro, e arranca a classificação na Copa do Nordeste, após dois empates, contra o inexpressivo River/PI, e uma derrota, para o Fortaleza, na fase de grupos.

17/04/2016 – Após ser chamado de “burro” na primeira partida, em casa, o treinador acaba eliminado pelo Campinense no segundo jogo, nos pênaltis. A derrota põe em dúvida o sucesso do Sport na temporada.

18/04/2016 – A diretoria do clube publica uma nota no site oficial anunciado a saída de Paulo Roberto Falcão. Nomes são especulados, mas nenhum confirmado pela diretoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *