Roberto avalia Náutico ;

ADAURY VELOSO ;

NÁUTICO

Roberto avalia Náutico que joga contra o Altos e evita falar em goleada para classificação

Após se garantir na final do Estadual, treinador mira passagem de fase no Nordestão, mas prefere desconsiderar placar elástico quinta, em Teresina ;

Virada a página da classificação à final do Campeonato Pernambucano, o Náutico agora concentra energias na Copa do Nordeste. Na quinta-feira, ainda com chance classificação, visita o Altos-PI, no Albertão. Oo treinador Roberto Fernandes ainda não adianta como a equipe irá entrar em campo em Teresina. De qualquer modo, mesmo sabendo que uma goleada pode encaminhar o Timbu as quartas de final do Regional, o comandante evita em falar em goleada sobre o adversário piauiense.

Com sete pontos somados na primeira fase do Nodestão, os alvirrubros enfrentam um já eliminado Altos-PI, podendo garantir a passagem passagem à próxima fase até com uma vitória simples. Mas para isso, terá que torcer para que haja um vencedor no duelo entre Botafogo-PB e Bahia, em João Pessoa. Em caso de empate, os alvirrubros terão que tirar um saldo de quatro gols com relação ao Bahia. Ou seja, golear o Altos por 5 a 0. Roberto prefere desconsiderar essa possibilidade.
“Não vou pensar em goleada. Acredito que o Náutico golear é consequência. Temos que ir para lá buscar primeiro um jogo equilibrado e vencer. Vencendo, é ver o que acontece. Goleada, para mim, é a possibilidade mais difícil todas”, pontuou o comandante timbu.
Roberto Fernandes mantém vivas as esperanças na classificação na Copa do Nordeste por que crê que Botafogo-PB e Bahia vão dar tudo para vencer para se garantir na liderança da chave.
“O Náutico tem chance e não depende só dele, mas tem chance. Particularmente, não acredito que o Bahia, por ser o único (do grupo) na Série A vá abrir mão da primeira posição. O Botafogo, que foi líder o tempo inteiro, também vai querer. Por isso, acredito que possa ter um vencedor lá”, avaliou.

Escalação
Sem esquecer a decisão do Pernambucano, na qual o Alvirrubro não disputava há quatro os anos, os encarregados da missão em Teresina, no entanto, ainda não foram escolhidos. “Vamos estudar a melhor formação. Independemente de quem vá iniciar, são atletas da nossa confiança e que têm condições de ir lá para buscar a classificação sem atrapalhar o planejamento paralelo com o Central, em Caruaru.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *