Roberto Fernandes mira 1º acesso em Brasileiro da carreira;

ADAURY VELOSO ;

SANTA CRUZ

Roberto Fernandes mira 1º acesso em Brasileiro da carreira e fechar ano ‘perfeito’ no Santa Cruz

Após conquistar título pelo Náutico, treinador pode dar acesso ao Tricolor;

Há aproximadamente um ano, Roberto Fernandes era anunciado mais uma vez como técnico do Náutico. Retornava ao clube para uma missão que se mostrou de fato ser impossível: salvar o Timbu do rebaixamento à Série C. Embora com o objetivo não conquistado, o treinador ganhou um crédito de confiança para iniciar no Alvirrubro um ano que pode terminar praticamente perfeito para ele, só que, quem diria, pelo Santa Cruz. Afinal, Roberto tirou o Náutico de um jejum de 13 anos dando ao clube o título estadual deste ano. Demitido no início da Série C, assumiu o Tricolor em situação difícil. Hoje, está a um jogo de selar o retorno coral à Série B e fechar uma temporada inesquecível para si.

Acho que seria um dos dois ou três melhores anos da minha carreira, sim. Sem dúvida. Mas em termos de ser pernambucano, e a gente sabe as dificuldades que se tem para se trabalhar no futebol em Pernambuco, não é fácil. O nível de exigência é muito grande. Aqui só o melhor é suficientemente bom. Tirar o Náutico de um jejum de 13 anos e colocar um gigante como o Santa de volta seria impagável”, afirmou.
Apesar de ter no currículo mais de 20 clube somados em quase duas décadas de carreira, Roberto jamais conseguiu a façanha de conquistar um acesso de divisão nacional. “De Brasileiro, não tenho. Até porque das vezes que briguei pelo acesso foi na Série B, onde não tem mata-mata. De mata-mata, só conquistei acesso no Campeonato Paulista. Pela primeira vez na Série C que chego com a possibilidade de conquistar o acesso”, disse.
Animado com a possibilidade de levar o Santa Cruz ao principal objetivo do ano, Roberto Fernandes trata o ano como histórico, em caso de resultado positivo no próximo domingo, contra o Operário, onde o Tricolor jogará por um empate pelo acesso. “O tamanho, a grandeza e tradição de um Náutico, que voltou a ser campeão após 13 anos, e o tamanho, a grandeza e tradição do Santa Cruz disputando e conquistando um acesso, você contribuir com as duas equipes a alcançar seus objetivos tão desejáveis é um milhão de vezes maior que a satisfação pessoal. É um bem que você faz que só no futuro vai entender e quão importante foi”, pontuou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *