Roberto Fernandes projeta Náutico;

ADAURY VELOSO ;

NÁUTICO

Roberto Fernandes projeta Náutico na zona de classificação da Série C no final de maio

Timbu terá três dos seus próximos quatro jogos na Arena de Pernambuco;

A Série C está apenas no início, mas o começo ruim do Náutico, com apenas um ponto somado nas três primeiras rodadas já acendeu a luz de alerta no atual campeão pernambucano. Porém, apesar de estar atualmente na lanterna do Grupo A, o técnico Roberto Fernandes projeta uma sequência para terminar o mês de maio entre os quatro primeiros, na zona de classificação para o mata-mata do acesso. E ela passa diretamente pelo jogos na Arena de Pernambuco.

Isso porque dos próximos quatro compromissos do Timbu, três são como mandante. O primeiro deles nesse sábado, diante do Confiança. Em seguida, os alvirrubros encaram o Salgueiro, saem para visitar o Juazeirense e terminam o mês recebendo o Globo-RN, em São Lourenço da Mata.
“No nosso planejamento, a gente tem como meta terminar o mês de maio na zona de classificação. Temos três jogos em casa e só um fora. E com certeza, se fizermos a pontuação que o Náutico tem na temporada como mandante, temos tudo para virar a chave no campeonato”, destacou Fernandes, se baseando no ótimo aproveitamento do Náutico na Arena de Pernambuco como mandante em 2018. Em 15 jogos, o time está invicto com 12 vitórias e três empates, um aproveitamento de 86,6%.
Porém, apesar de estar ciente da obrigação de vitória diante do Confiança, Roberto Fernandes também fez questão de enfatizar que o duelo ainda não é definitivo para as pretensões do clube na competição. Para explicar isso, pontuou o caráter curto da Série C, que tem apenas 18 rodadas na primeira fase, a metade dos jogos das Série A e B.
“Conheço bem a essa divisão. E antes de começar eu comentei com a diretoria que o maior adversário nosso seria a ansiedade, que é a característica do nosso torcedor e cobrança dentro de Pernambuco. Mas a Série C é uma competição muito apertada. São equipes muito niveladas e um número de jogos onde dá a capacidade de que você não precisa, como em uma Série A ou B, de várias rodadas para sair de uma situação, seja ruim ou boa”, explicou Fernandes.
“Precisamos vencer de todo jeito, a qualquer preço. Mas se vencermos não temos nenhuma garantia de que vamos nos classificar, assim como se perder não temos nenhuma garantia de que vamos ser rebaixados. A competição é muito apertada. Para sair de uma situação incômoda para uma situação boa é preciso uma sequência de poucos jogos. Se nós conseguirmos essa vitória contra o Confiança e depois uma segunda em casa (contra o Salgueiro) vamos sair da lanterna para brigar na sexta ou na quinta colocação”, voltou a projetar o comandante timbu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *