Santa Cruz utilizou 34 jogadores em menos de quatro meses;

ADAURY VELOSO –  primeiro jogo do Santa Cruz na temporada foi no dia 15 de janeiro. O último, no dia 13 de maio. Nestes quase quatro meses, o técnico Leston Júnior já mandou a campo um pouco mais de três times diferentes. Ao todo, a Cobra Coral já utilizou 34 jogadores em 29 partidas, entre compromissos pelo Campeonato Pernambucano, Copa do Nordeste, Copa do Brasil e a Série C do Campeonato Brasileiro. E essa conta ainda vai crescer, já que o meia Celsinho, recém-contratado, ainda fará a sua estreia.

Outro número que chama atenção no Santa Cruz é o de contratações. Foram até agora, 23 caras novas no Arruda este ano. Uma média de quase cinco contratações por mês. É bom lembrar que desse total, dois já foram desligados. O lateral esquerdo Raphael Soares e o zagueiro Anderson – este sequer estreou. O Superesportes traçou um raio-x da utilização dos jogadores por posição.

POSIÇÃO QUE MAIS USOU JOGADORES

Ataque
A posição em que houve mais rotatividade, com dez jogadores diferentes: Elias (21 jogos), Pipico (20), Augusto (17), Guilherme Queiroz (16), Jô (14), Neto Costa (14), Silas (8), Dudu (4), Misael (1) e Hericlis (1). O número pode ficar ainda maior caso considerado que os laterais de origem Carlos Renato, Cesinha e Warley já foram improvisados mais de uma vez no setor.
Zaga, volantes e meio-campista

Essas três posições aparecem empatadas com cinco jogadores utilizados em cada uma. Na cabeça de área, Charles – o primeiro no ranking geral, lidera com 25 jogos disputados. Depois, aparecem Diego Lorenzi (22), Ítalo Henrique (14), Eduardo (6) e Lucas Gonçalves (4).

No setor de meias, por sua vez, Luiz Felipe – segundo no ranking geral ao lado de Diego Lorenzi, com 22 partidas -, é o primeiro, seguido por Allan Dias (21), Patrick Vieira (8), Jeremias (4) e Everton (1). O número aumentará com Celsinho, cotado para estrear neste sábado contra o Sampaio Corrêa, pela quarta rodada Série C, no estádio do Arruda.

Já na zaga, o prata da casa João Victor foi quem mais atuou, em 17 oportunidades. Em seguida, vêm Vitão, atualmente na reserva, com 12 aparições, seguido por Danny Morais, no departamento médico (11), William Alves (10) e William (9).

<i>(Foto: Jota Santana/ Santa Cruz)</i>

Laterais

Na direita, o titular absoluto Marcos Martins tem 21 jogos. Logo atrás, Cesinha (17), Augusto Potiguar (4) e Warley (2) se alternaram-se na reserva. Na esquerda, Bruno Ré (18), Carlos Renato (10) e Raphael Soares (4) revezaram-se no decorrer do ano.

Esquema tático e jogadores-base
Desde o início da temporada, o técnico Leston Júnior escala, invariavelmente, a equipe no 4-3-3, com dois volantes, um meia central, dois atacantes abertos e um centroavante. O que ajuda a explicar o setor de ataque como o líder no uso de peças. Além disso, também realça a busca Coral pelo ‘camisa 10 ideal’, já que é o único setor da equipe – além, claro, do goleiro -, com apenas um jogador desempenhando a função no time titular.
Comparando o primeiro jogo da temporada, contra o Botafogo-PB, pela Copa do Nordeste, com o último, também contra o Botafogo-PB, mas pela Série C – ambos no estádio Almeidão -, constata-se que o time-base não mudou muito. Cinco jogadores foram utilizados nas duas partidas: Marcos Martins, Bruno Ré, Charles, Diego Lorenzi e Augusto. Titulares absolutos da equipe atual, o goleiro Anderson (21J) era reserva de Ricardo Ernesto (9J), o artilheiro Pipico estava lesionado e o zagueiro William Alves ainda não havia sido contratado.

<i>(Foto: Jota Santana/ Santa Cruz)</i>

Onze ideal?

Caso o treinador Coral considerasse para a equipe titular àqueles mais utilizados no decorrer da temporada até aqui, a escalação seria: Anderson; Marcos Martins, Vitão, João Victor, Bruno Ré; Charles, Diego Lorenzi, Luiz Felipe; Elias, Pipico e Augusto. O time repete oito jogadores do time que enfrentou o Belo no dia 13 deste mês.

Desta forma, comparando os jogadores que mais atuaram em 2019 com as escalações do mais longínquo e recente jogo da temporada, mostra-se que, apesar das variações, o técnico Leston Júnior acaba recorrendo praticamente à mesma base de atletas.

<i>(Foto: Jota Santana/ Santa Cruz )</i>

Escalação do primeiro jogo de 2019 (15 de janeiro) 

Ricardo Ernesto; Marcos Martins, Danny Morais, Vitão, Bruno Ré; Charles, Diego Lorenzi, Luiz Felipe; Elias, Pipico e Augusto.

Escalação do jogo mais recente de 2019 (13 de maio)
Anderson; Marcos Martins, William Alves, João Victor, Bruno Ré; Charles, Diego Lorenzi, Everton; Misael, Pipico e Augusto.

Escalação com jogadores que mais atuaram em cada posição
Anderson; Marcos Martins, Vitão, João Victor, Bruno Ré; Charles, Diego Lorenzi, Luiz Felipe; Elias, Pipico e Augusto.

RANKING DOS 34 JOGADORES EM 2019

1 – Charles: 25
2 – Diego Lorenzi: 22
2 – Luiz Felipe: 22
4 – Marcos Martins: 21
4 – Elias: 21
4 – Allan Dias: 21
4 – Anderson: 21
8 – Pipico: 20
9 – Bruno Ré: 18
10 – João Victor: 17
10- Augusto: 17
12 – Cesinha: 16
12 – Guilherme Queiroz: 16
14 – Ítalo Henrique: 14
14 – Jô:14
16 – Vitão: 12
17 – Danny Morais: 11
18 – William Alves: 10
18 – Carlos Renato: 10
18 – Neto Costa: 10
21 – William: 9
21 – Ricardo Ernesto: 9
23 – Patrick Vieira: 8
23 – Silas: 8
25 – Augusto Potiguar: 7
26 – Eduardo: 6
27 – Raphael Soares: 5
28 – Lucas Gonçalves: 4
28 – Dudu: 4
30 – Jeremias: 3
31 – Warley: 2
32 – Misael: 1
32 – Everton: 1
32 – Hériclis: 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *