Santa descarta Gimar Dal Pozzo, Sérgio Soares e Antônio Zago;

ADAURY VELOSO ;

SANTA CRUZ

Diretoria do Santa Cruz descarta nomes de Gimar Dal Pozzo, Sérgio Soares e Antônio Zago

Sem acerto, direção vai ter nova reunião a fim de buscar nomes de consenso ;

O Santa Cruz decidiu não esperar pelo técnico Gilmar Dal Pozzo, número 1 da lista desde a saída de Júnior Rocha para o CRB. Mais do que isso, a diretoria coral também já riscou outros dois nomes da lista: Sérgio Soares e Antônio Carlos Zago. Com os principais nomes cogitados para comandar o time na Série C descartados, a cúpula de futebol tricolor voltará a se reunião ainda na noite desta terça-feira a fim de triar os nomes de outros treinadores e chegar a dois profissionais de consenso para, então, voltar aos contatos.

 o dirigente confirmou o contato inicial realizado com Dal Pozzo. “Ele, inclusive, também era o número 1 da lista do CRB antes de Júnior Rocha. O problema é que ele está à espera de uma resposta para um projeto pessoal dele e não temos condições de esperar”, disse.
No Náutico entre abril de 2015 e setembro de 2015, Dal Pozzo teve uma boa passagem pelo Timbu. Em 28 partidas, sendo 14 pela Série B, 12 pelo Pernambucano deste ano e duas pela Copa do Brasil conquistou 15 vitórias, sete empates e seis derrotas em um aproveitamento de 61,9% dos pontos. Apesar de não ter conseguido o acesso à Série A, teve o trabalho bem avaliado no clube. Em seguida, passou por Paysandu e Ceará, sem muito sucesso, até fazer uma Série B regular pelo Juventude, chegando a liderar a competição. “Mas ele não está aberto para o mercado agora”, lamentou Barros.
 
Sérgio e Zago
Além Dal Pozzo, a direção coral fez sondagens a outros treinadores. Dentre os quais, Rêgo Barros confirmou dois nomes. “A gente conversou, na verdade fizemos uma primeira abordagem, uma sondagem, a Sérgio Soares, mas não avançou. Ele ficou empolgado com a possibilidade de vir, mas tem uma proposta do exterior. O outro foi Zago. Os dois não avançaram”, explicou.
“Os três nomes estão totalmente descartados. É porque são técnicos de um patamar financeiro maior. Tivemos um contato com o agente de Zago. O treinador ganhava R$ 100 mil no Fortaleza e não temos condições nem de iniciar as conversas”, disse. “Para contratar um técnico tem que ter uma boa conversa antes porque às vezes o profissional quer vir com um projeto para cá, mas não podemos rasgar o nosso. Efetivamente, a gente não chegou a negociar com ninguém. Todos tentamos uma primeira conversa, mas não conseguimos avanços”, completou.
 
Reunião
À noite, o presidente Constantino Júnior, juntamente com o executivo de futebol Fred Gomes e Felipe Rêgo Barros farão uma nova reunião. “Estamos na fase de estudar nomes e temos que ter um consenso para fechá-los. Todo mundo tem seus nome,s a gente quer sentar para ver o que cada um tem e escolher dois nomes e ir em cima deles”, pontuou o vice de futebol, Felipe Rêgo Barros.
Enquanto isso, o auxiliar-técnico Adriano Teixeira segue comandando o time prestigiado pela direção. “Confesso que não estou com urgência. Confiamos na comissão da casa, no Adriano (Teixeira) e no Ataíde”, ressaltou. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *