, Schulle exalta ‘espírito de luta’ do time contra o Papão:

ADAURY VELOSO =

Treinador destacou também a evolução do Tricolor do primeiro tempo para o segundo e parabenizou o elenco pelo ponto somado fora de casa; Um empate ressaltado. Com todos os olhos voltados para a Série C, competição considerada a mais importante do ano, o Santa Cruz segurou o placar de igualdade com o Paysandu, neste sábado (08), fora de casa, pela rodada de estreia da competição. Apesar de não ter sido o almejado, o resultado acendeu relapsos de evolução na equipe comandada por Itamar Schulle, que mudou da água para vinho depois do primeiro tempo ruim ante o Papão.

Na entrevista pós-jogo, concedida à imprensa, o técnico tricolor analisou a mudança de comportamento do time nos 90 minutos – entre o primeiro e segundo tempo -, exaltando o espírito de luta que seus comandados tiveram para somar um ponto fora de casa. Na deixa, Schulle destacou a conversa que teve com a equipe na descida para os vestiários, inclusive, com puxões de orelha ao pedir maior interação de alguns jogadores na partida.

“Tivemos um primeiro tempo em que exercemos uma marcação forte, mas não conseguimos evoluir da segunda para a terceira parte do campo. Tivemos poucas finalizações e fomos pouco criativos. Mas com o sistema defensivo bem sólido, o adversário tentando infiltrações, mas a equipe esteve bem organizada no sistema defensivo. No intervalo, nós conversamos com o grupo algumas coisas, às vezes precisa de um choque maior em alguns atletas para que eles sejam mais ativos e tenham mais participação. Conversamos com o grupo sobre a nossa postura, visto que eles deixavam espaço e tínhamos que aproveitar isso”, iniciou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *